Resenha: Veneno - Saga Encantadas #1

10/12/2013


Sexy, sarcástico e de prender a respiração! Para os fãs de Once Upon a Time e Grimm, Veneno é a prova de que contos de fadas são para adultos! Não existe “Felizes para sempre”! Você já pensou que uma rainha má tem seus motivos para agir como tal? E que princesas podem ser extremamente mimadas? E que príncipes não são encantados e reinos distantes também têm problemas reais? Então este livro é para você!

Em Veneno, a autora Sarah Pinborough reconta a história de Branca de Neve de maneira sarcástica, madura e sem rodeios. Todos os personagens que nos cativaram por anos estão lá, mas seriam eles tão tolos quanto aparentam? Acompanhe a história de Branca de Neve e seu embate com a Rainha, sua madrasta. Você vai entender por que nem todos são só bons ou maus e que talvez o que seria “um final feliz” pode se tornar o pior dos pesadelos!

Veneno é o primeiro livro da trilogia Encantadas, e já é um best-seller inglês. Sarah Pinborough coloca os contos de fadas de ponta-cabeça e narra histórias surpreendentes que a Disney jamais ousaria contar. Com um realismo cínico e cenas fortes, o leitor será levado a questionar, finalmente, quem são os mocinhos e quem são os vilões dos livros de fantasia!

Palavra da editora:

Veneno é um livro tenro como uma maçã envenenada. Belo como os vilões costumam ser. Sarcástico como príncipes mimados. E sem finais felizes porque já estamos bastante crescidinhos! (E, ainda assim, é um dos finais mais chocantes da ficção atual!) Para fãs de séries de TV e histórias picantes e divertidas, Veneno é puro entretenimento! – Mariana Rolier
Veneno é narrado em terceira pessoa e companha vários personagens, entre eles as principais: a Rainha e a Branca de Neve. Ele não possui um começo marcado por uma explicação da vida inicial da Branca de Neve, a estória inicia com o Rei indo para a guerra e deixando a Rainha cuidando do seu reino, inclusive da filha. Quando eu vi a chamada 'Repense seus vilões', eu achei que a trilogia Encantadas faria com que a gente gostasse mais das vilãs do que das mocinhas, isso partindo do principio que a maioria goste das mocinhas mesmo as vilãs fascinando a gente às vezes, e esse foi o meu principal interesse em ler o livro. Só que eu me enganei completamente e vou explicar para vocês porquê.

Na primeira parte do livro a gente conhece a Rainha Lilith e com apenas 24 anos, ela se mostra mais birrenta do que má. Ela faz sim algumas malvadezas, diferentes do conto original, mas analisando a coisa num todo, a gente percebe que ela é uma menina mimada que sente inveja da enteada por ser mais bonita e querida pelo povo do reino. Em contrapartida temos a Branca de Neve, sendo acompanhada na segunda parte, com seu jeito mais forte e destemido que a princesa que conhecemos. Aqui ela não é frágil e nem virginal, pelo contrário, em determinados momentos ela tem um forte apelo sexual. Uma coisa que eu achei estranha é que as duas pouco se encontram neste livro, eu também achei que a princesa e a rainha se enfrentariam em algum momento da narrativa, mas isso não acontece.

Como eu comentei com vocês do apelo sexual do conto, vou aproveitar e alertá-los quanto a esse aspecto no livro. A autora trouxe alguns traços sensuais a narrativa, então tanto a rainha quanto a princesa tem a sensualidade aflorada. Por parte de uma delas tem até uma cena de sexo, pouco descritiva, mas que sabemos do que se trata. Um fato que pode trazer estranheza para muitas pessoas que lerem o livro e que deu um ar diferente ao enredo, foi a questão do príncipe. Ele passa longe daquilo que estamos acostumadas, no começo sim, mas mais para o fim da narrativa, ele revela outra cara. O caçador tem voz no livro e tem um papel importante além de ser contratado para matar a Branca de Neve, na verdade, uma situação envolvendo ele desencadeia o modo como a princesa termina.

Além do que eu expliquei no parágrafo acima, temos outros elementos novos a narrativa. Fora o conto da Branca de Neve, tem um personagem de outro conto que aparece durante o livro, mas que só é revelado de qual conto é, no fim dele. Não vou revelar qual conto porque o personagem é importante e de certa forma arquiteta algumas coisas ruins que acontecem com a Branca de Neve. O outro personagem que aparece é o Aladdin e eu fiquei surpresa quando ele apareceu porque não tem nada a ver com o que eu conheço do desenho. A estória do Alladdin deriva dos primeiros contos que se tem noticia, As mil e uma noites. Antigamente eles não eram chamados de fadas, pois eram contos para passar o tempo e não ensinamentos. Voltando ao Aladdin do livro, eu gostei do modo que ele apareceu e se a autora fizesse um livro com ele eu leria.

Apesar dos pesares, o livro tem uma dinâmica interessante por misturar alguns contos e dar um rumo diferente ao conto como conhecemos. É importante comentar isso, que a autora não mudou uma coisa aqui e outra ali só para maquiar o conto original e falar que era um livro dela, ela acrescentou pontos e mudou o enredo. Ele não termina igual e para ser sincera, fui surpreendida com o que a autora fez, ela matou essa ideia do príncipe encantado que amamos. Já tenho em mãos a continuação deste, Feitiço, que contará a estória da Cinderela. Como eu estava equivocada com Veneno, não fiquei com expectativas quanto a continuação e nem sei muito o que esperar, vai ser tudo na surpresa. Espero gostar.

Branca de Neve, a rainha de seus corações. A garota que poderia conquistá-los com lago tão simples como uma maça. Tudo era tao fácil para a bela, adorável e perfeita Branca de Neve.
Veneno - Saga Encantadas - Livro 01
Sarah Pinborough
Única Editora - Twitter/Facebook

4 comentários:

  1. Olá Denise,
    Até ler a sua resenha não tinha ideia do que se tratava a história, achei interessante, mas não é a leitura do momento....abraços.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Acho interessante as modificações feitas pelos autores, em alguns contos de fadas, e estou bem curiosa para conhecer nova roupagem dada a história de Branca de Neve.

    *bye*

    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Eu nunca li nada nesse estilo e apesar de não ter ficado curiosa quando Veneno lançou, a sua resenha me fez ter vontade de lê-lo.
    Beijos!
    http://sobrelivrosesonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. A narrativa é muito complicada ? é enrolativo ?

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.