Resenha: Lágrima - Teardrop #1

28/12/2013



Depois de perder a mãe em um acidente no mar, Eureka acha que nunca mais voltará a sorrir. E a promessa que fez à mãe – a de nunca mais chorar – se torna quase impossível… até conhecer Ander. Louro, alto e de pele muito branca, o rapaz parece estar em todos os lugares e saber coisas que não deveria sobre Eureka. Inclusive um estranho segredo relacionado às suas lágrimas e aos três artefatos que herdou da mãe: uma carta, uma pedra e um misterioso livro que conta a história de uma menina com o coração partido. Ela chorou tanto que deixou debaixo d´água um continente inteiro. Logo Eureka vai descobrir que a antiga lenda é mais que uma história, que Ander pode estar dizendo a verdade e que sua vida pode ter um curso mais sombrio do que ela imaginou. 

Teardrop é narrado em terceira pessoa e acompanha principalmente a Eureka. Uma jovem de 17 anos que perdeu recentemente a mãe em um acidente. O carro que as duas estavam foi atingido por uma onda e caiu no mar, Eureka se salvou e a mãe não. Depois desse acidente, Eureka passa a ter depressão e não encontrar motivos para viver, até que o testamento da mãe no qual ela deixa três artefatos passam a ser um elo entre as duas. Desesperada para manter as lembranças da mãe, a menina tenta descobrir o que os artefatos significam e é onde um jovem misterioso entra. Ander sabe mais coisas do que deveria saber sobre uma garota que ele nunca conversou e Eureka sabe disso, porém, ele parece ter as respostas que ela precisa.

Antes de falar sobre os personagens vamos ao nome da protagonista. Li pessoas reclamando do nome e eu não sei porquê. É um nome diferente que eu gostei, na verdade nome de personagem não dá para contestar muito por ser um gosto do autor. A protagonista em questão é a sofrida Eureka e eu estaria mentindo se dissesse que ela não me surpreendeu. Não estava esperando uma personagem tão pra baixo e com tantos problemas emocionais. A gente conhece a Eureka logo após ela perder a mãe, então não sabemos como ela era antes a não ser pelos olhos dos outros personagens. A autora soube escrever as cenas tristes muito bem, dá para sentir a saudade e a revolta da protagonista. Além dela temos a melhor amiga descolada Cat e o melhor amigo Brooks, personagem que tem um papel importante mais para o meio do livro. E por fim temos o Ander, o misterioso, bonzinho e protetor Ander. Ah sim, não posso deixar de dizer que ele tem um jeito meio obsessivo. Quando vocês lerem vão entender.

Bom, quem me acompanha já sabe que eu amei Fallen e adoro a Lauren, o dia que ela me responder no twiiter ai vou amá-la, então eu esperava gostar de Teardrop como de fato gostei. O que tenho de mais importante para falar sobre o segundo é que comparações entre as duas séries são desnecessárias. Eu sei que a maioria vai ler Teardrop esperando encontrar alguma coisa de Fallen, eu também fiz isso, mas não dá para achar coisa onde não tem. Eu acredito que a autora pensou nisso e decidiu distanciar ao máximo uma da outra. O narrador é diferente, os personagens tem características que os outros não tinha e o tema é novo, embora gire no sobrenatural, mas daí é uma escolha dela gostar desse gênero.

O mar estava em Ander, era sua aura. Nunca na vida pensou em usar uma palavra como 'aura'. Ele fazia com que impulsos pouco característicos parecessem naturais nela, como respirar.

Mesmo sendo tudo novo, o que não mudou foi a escrita dela. Quem conhece vai bater o olho e dizer 'É um livro da Laren Kate'. Algumas características são dela e conseguimos reconhecer, como colocar palavras mais difíceis na hora do explicar o sobrenatural e matar personagens sem muita dó, pode parecer que não dê para reconhecê-la por isso, mas os mais atentos vão conseguir. Geralmente os primeiros livros de uma série são mais introdutórios e só deixam em aberto o que vai acontecer nos próximos, eu não senti isso com Teardrop. Ele apresenta os personagens e o sobrenatural, mas inicia o que deve ser concluído depois. O fim dele encerra uma situação, porém, começa a que da titulo ao livro e faz parte do tema central, o mito de Atlântida. 

Eu acho fantástico quando um livro te instiga a procurar mais sobre o tema dele e isso foi o que aconteceu com Teardrop. Na verdade, isso acontece com livros que tratam de mitologias e lendas. No caso deste romance a lenda é sobre o continente perdido chamado Atlântida. A autora romantizou o assunto e colocou uma menina que com suas lágrimas afunda a ilha. Eu fui pesquisar o assunto para ver o que bate e o que não bate porque conheço pouco, apenas de livros de história, e a Lauren só pegou a essência da coisa nesse primeiro. Eu estou apostando que mais sobre o assunto deve ser tratado nos próximos, inclusive que a Lauren conte como ela imagina Atlântida. Explicar o que quero dizer com a última frase seria spoiler.

Teardrop só não ganhou 5 estrelas por ter cortes em algumas cenas. A autora ia descrevendo uma cena quando esta terminava sem mais nem menos e continuava a estória como se nada tivesse acontecido. Lá na frente ela retomava essa cena cortada e explicava em duas linhas. Manter o suspense dessa forma não é legal porque o leitor percebe na hora o que o autor esta tentando fazer. O livro também possui uma barriga no meio do enredo que deixou a leitura arrastada. São cenas que demoram a casar com o tema central e que você chega a pensar que não tem nada a ver com o enredo. O começo e o fim do livro são muito bons, mas o meio demora a engrenar. Faltou esse meio ser melhor juntado as outras duas partes.

Pesando no todo do livro, foi bacana. Eu acho que quem não gostou de Fallen pode gostar de Teardrop porque a principal reclamação de quem não gostava era quanto a protagonista e o romance. Neste primeiro o romance é bem segundo plano e a Luce a Eureka são bem diferentes, sem contar que envolver o mito de Atlântida pode ser algo novo para muitos. Eu ainda não tinha lido um livro que envolvesse o assunto sem ser algo histórico, então a experiência foi válida. Não sei quando a continuação sai e espero que não demore e nem que a série seja extensa. Do jeito que Teardrop foi escrito é para ter no máximo três livros sendo dois o ideal, mas a gente sabe como as coisas funcionam. De qualquer forma é uma série que eu vou acompanhar.

Quando ele comprimiu seus lábios nos dela, Eureka não ficou surpresa. Aconteceu como o sol nascia, como uma flor brotava, como a chuva caía do céu, como os mortos paravam de respirar. Com naturalidade. Inevitavelmente.

Lágrima - Teardrop - Livro 01
Lauren Kate
Editora Galera Record - Twitter/Facebook

9 comentários:

  1. Nunca li nada da Lauren Kate, e via resenhas desse livro e passava, mas parece ser bem legal. Se tiver a oportunidade, lerei, com certeza.

    Clara
    @mmundodetinta
    maravilhosomundodetinta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Não curti muito esse nome da protagonista também não. Achei um pouco estranho.
    Apesar disso, a história e interessante mais não é o tipo de livro que eu escolheria para ler no momento.
    Gostei da resenha, beijos.

    ResponderExcluir
  3. Ainda não li nada da autora, mas achei a proposta do livro bem interessante, já que também nunca li nada envolvendo o tema Atlântida. Estou bem curiosa para ler como a autora desenvolveu o tema.

    *bye*

    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Eu gostei bastante de Teardrop, principalmente do tema. o problema foi que não simpatizei muito com o Ander, é obsessão demais em uma só pessoa...
    Beijos!
    http://sobrelivrosesonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Eu estou de birra com a Lauren Kate desde que li 'Paixão'. Me senti tão traída com aquele livro que vai demorar um pouco para eu retomar as leituras dos livros dela. Confesso que não fiquei interessada por esse livro quando ele foi lançado, tanto que sequer li a sinopse dele, mas lendo sua resenha dá pra notar que a história é bacana e tem um enredo idem. Não sei quando lerei ou se lerei, porém, com certeza olharei para ele com outros olhos a partir de agora.
    Beijos,
    Isabelle | http://www.mundodoslivros.com/

    ResponderExcluir
  6. Oie, tudo bom?
    Sou muito fã de Fallen e estou louca pra ler Teardrop. Gostei muito da resenha e, pelo visto, ela não fez em Teardrop tudo que eu justamente tinha raiva em Fallen e isso me dá uma tremenda vontade de lê-lo. Sabia que ela vem pro Brasil ano que vem? Quase chorei quando soube!
    Beijos!

    http://poucosutil.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Fallen não me agradou muito
    Mas gostei da proposta desse livro, parece ser bom

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Oie Deni
    Bem, você me esclareceu algumas dúvidas que tinha desse livro, pois eu só daquelas que não gostou de Fallen e tinha receio em ler qualquer livro da autora. Sim, meu problema com Fallen foi a Luce, sérios problemas. Em relação a Teardrop, logo que lançaram eu amei a capa, mas não fiquei interessada na leitura. Depois de ler sua resenha acho que vou dar mais uma chace para a Lauren.
    Espero não me decepcionar de novo.
    Parabéns pela resenha.

    Jéssica
    www.leitorasempre.com

    ResponderExcluir
  9. Apesar da sinopse ser muito interessante estou com receio de começar outro livro da Lauren Kate e ficar a enrolação de Fallen. :/
    Beijos,K.
    Girl Spoiled

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.