Resenha: Desastre Iminente

06/12/2013


Travis perdeu a mãe muito cedo, mas, antes de morrer, ela lhe ensinou duas regras de vida - ame muito, lute mais ainda. Tendo crescido em uma família de homens que gostam de jogos e lutas, Travis Maddox é um cara durão. Musculoso e tatuado, bad boy até o último fio de cabelo, ele leva uma mulher diferente para casa a cada noite. Até conhecer Abby Abernathy. Determinada a se manter longe de problemas, Abby resiste com todas as forças ao charme de Travis, sem saber que assim só o deixa mais determinado a conquistá-la. Será que o invencível Travis 'Cachorro Louco' Maddox vai ser derrotado por uma garota?
Não sei se seria interessante comentar sobre os personagens desta estória aqui, até porque, quem quiser ler esta continuação já vai ter lido o primeiro livro e conhecer os personagens, assim como o enredo. Acredito que é melhor comentar sobre os pontos diferentes do anterior e começo falando sobre quem narra esta versão, o tão amado e odiado Tarvis Maddox. Pela resenha que fiz do primeiro, vocês sabem que ao contrario de muitas, eu amei esse personagem, mas entendo quem não goste por tudo o que ele faz e representa. Só acho que este livro o deixou mais humano e despido da rudeza. Em vários momentos eu pensava 'ele é só um cara que não consegue lidar com o que está sentindo' o que é normal até certo ponto, o que causa raiva nas pessoas é como ele age e expressa isso.

Se ser o objeto de adoração do Travis é complicado, estar dentro da cabeça dele é mais ainda, isso porque entendemos as suas motivações e aqui eu não quero dizer se acho certo ou não, só digo que foi melhor ver as coisas do ponto de vista dele do que da Abby. As situações que ele narra quando está com a ela são as mais interessantes porque são aquelas que deixaram as pessoas contrariadas, que no caso são as situações que ele está no extremo. Tem uma citação que o Travis diz, descrevendo os sentimentos dele como um vício, ele não quer ficar com a Abby, mas também não quer que ela fique com ninguém. É como conseguir ter uma coisa que você queria muito e depois não saber como lidar com ela.

Eu ter lido o livro um tempinho depois de ter lido Belo Desastre foi o ideal para mim. Como ele é a versão do Travis dos acontecimentos do primeiro, pode ser cansativo para algumas pessoas, mas como eu tinha lido a algum tempo, foi ótimo ter voltado a essa narrativa que eu tanto adoro. Eu não cheguei a comparar os dois livros para saber se ele reconta exatamente igual as cenas, mas senti que alguns diálogos são os mesmos. Um ponto diferente é que algumas partes são iguais em Belo Desastre, mas outras são resumidas e algumas mais estendidas. Com certeza vai ter gente comentando depois de ter lido, que tem alguma cena importante no primeiro que deveria ter sido narrado pela visão dele, mas que não foi.

Abby. Ela é um beija-flor. Um beija-flor demoníaco que fode tanto com a minha cabeça que não consigo mais pensar direito.
O livro é sim a visão do Tarvis de uma estória que já foi contada, mas ele acrescenta, e muito, coisas novas a narrativa. Já é sabido por todos que personagem nenhum anda grudado no outro, então, o que de novo nós temos no livro são as situações que o Travis passa longe da Abby. Além disso, ele conta como se sente nas cenas em que está com ela. Uma coisa que este livro tem e o primeiro não, é o que aconteceu depois do fim do primeiro. Belo Desastre termina com uma determinada situação e Desastre Iminente passa desse ponto, narrando com um capitulo o que aconteceu com o Tarvis e a Abby. Não vou comentar muito, mas como tudo terminou  foi uma surpresa, não esperava que fosse assim.

Eu li esse livro muito rápido e mentalmente eu me senti cansada. O livro sugou todas as minhas energias porque eu não conseguia parar de ler, eu tinha que entender melhor os sentimentos do Travis. Olha a loucura disso: eu já sabia como essa estória terminava e mesmo assim devorava uma página atrás da outra. Só posso resumir esse livro em uma palavra, intenso. São sentimentos elevados ao extremo e que a autora conseguiu escrever tão bem que você sente isso, a necessidade de ter uma pessoa só para você. Novamente, não estou dizendo se é certo ou errado o jeito que o Travis age ou como ele sente as coisas, o fato é que ele é assim e eu me senti tocada por ele, por isso afirmo que este é muito melhor que o primeiro, pelo menos para mim.

Já soube que vai ter um livro extra narrando uma situação que acontece nesse livro e eu não vejo a hora de ler. Não vejo a hora de entrar na vida desses dois personagens novamente. Por mais contraditório, machista e obsessivo que o Travis seja, só consigo pensar que se ele existisse de verdade, eu provavelmente agiria como Abby e torceria para ter o final que ela teve, pois mais feliz, impossível.

Talvez fosse só comigo. Talvez fosse só com nós dois. Talvez juntos nós fôssemos uma entidade volátil que ou implodiria ou se fundiria. De uma forma ou de outra, parecia que, no momento em que a conheci, minha vida tinha virado de ponta-cabeça. E eu não queria que fosse de nenhum outro jeito.
*Finalmente descobri o significado do apelido que ele dá para a Abby, beija-flor. <3

Desastre Iminente - Belo Desastre #2
Jamie McGuire
Editora Verus - Twitter/Facebook

8 comentários:

  1. Eu confesso que já li o primeiro e tentei ler esse mais não consegui terminar rsrsrsrs Não consegui me apaixonar pelos personagens, principalmente o Travis. Quem sabe, um dia, eu não termino de ler? :)

    ResponderExcluir
  2. Eu ainda não li Belo Desastre, mas sinto que eu provavelmente gostaria mais de Desastre Iminente. Eu amo livros narrados por personagens masculinos e esse Travis parece dividir opiniões, o que eu adoro hehe.

    beijos.
    www.like-a-livros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oie Deni
    Quero muito ler esse livro. Acho que faz uns três meses que li Belo Desastre. Também gostei do Travis, mesmo ele tendo todos esses defeitos e tudo.
    Nossa, doida para saber o significado do beija - flor :/
    Pretendo ler em breve.
    Parabéns pela resenha.
    Abraços,

    Jéssica
    www.leitorasempre.com

    ResponderExcluir
  4. Eu li Belo Desastre no começo do ano e gostei tanto do livro, que ele se tornou um dos favoritos desse ano. Quero muito ler a versão de Travis, acho que vai ser bem interessante acompanhar as situações pela visão dele.

    *bye*

    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Eu li Desastre Iminente e sinceramente, me apaixonei por esse livro, gostei muito de Belo desastre, mas também prefiro a visão masculina. De certa forma Desastre Iminente é mais "completo" . Eu adorei saber a opinião do Travis, como ele via a Abby ah, e também é mais apimentado alem de falar mais sobre a família dele. Eu amei esse livro e super recomendo. Beijo

    ResponderExcluir
  6. Eu nem li nenhum dos dois livros, mas já que conta a mesma estória em pontos de vista diferentes, qual vc recomendaria a ler primeiro? :P

    Muito boa resenha. :)

    Beijinhos.
    www.november92.com

    ResponderExcluir
  7. Olá Denise,

    Como sempre sua resenha esta ótima, mas o livro não faz meu estilo de leitura...abraços.


    http://devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Eu li os dois livros e amei o Travis, agora estou na expectativa do terceiro livro que vai contar sobre o casamento deles,dizem que é lindo.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.