Seja Cult entrevista: Marie Lu, autora da trilogia Legend!

10/11/2013

Os dois primeiros livros da trilogia Legend foi uma surpresa maravilhosa este ano. Li Legend e Prodigy no segundo semestre e me apaixonei pelos personagens, enredo e tudo que envolve esse mundo onde uma lenda e um prodígio se encontram. O próximo passo foi ir direto a fonte e tentar extrair o máximo que eu conseguisse, então me aventurei em entrevistar a autora Marie Lu.


Ela foi muito agradável na entrevista, mesmo ela sendo realizada por e-mail. Respondeu tudo claramente e ainda deu dicas do seu próximo trabalho que eu já estou louca para ler. Espero que vocês leiam tudo e com atenção o recadinho que eu coloquei no fim do post.

1. Para começar, de onde veio essa ideia para esta distopia? Eu li que a inspiração para os personagens veio de Os Miseráveis, mas e da construção como um todo?

A inspiração original para esse mundo veio de um mapa que eu vi online. Ele simulou como o mundo seria se todas as geleiras derretessem e nossos oceanos subissem 100 metros. Achei fascinante olhar para a Califórnia, lugar onde eu moro, e ver que nesse mapa tudo seria um enorme lago desde São Francisco até Los Angeles. Eu pensei que seria bem interessante inundar a minha cidade natal!

2. Como foi o processo de escrita da trilogia Legend? Achei tudo muito visual, principalmente as cenas de ação. Eu ia lendo e imaginando tudo na minha cabeça. 

Obrigada! Eu sou uma pessoa muito visual (Eu trabalhava na indústria de videogames), por isso tendo a escrever o que eu vejo na minha cabeça. Eu também não sou muito linear - eu crio o meu mundo, personagens e enredo enquanto escrevo, e deixo a história me levar para onde ela se sentir confortável. Isso, naturalmente, significa que os meus primeiros rascunhos são extraordinariamente confusos.

3. Foi mais difícil escrever a June ou o Day? 

Foi, definitivamente, mais difícil escrever a June. O Day é, na verdade, um personagem que eu criei pela primeira vez na escola, então eu o conheço muito bem e sei como soa a sua voz. A June, no entanto, foi criada logo quando comecei a escrever Legend, e ela tinha muito pouco em comum comigo. Não é fácil escrever um personagem que é mais esperto do que você é! Eu sempre tive que parar e pesquisar as coisas que ela iria dizer.

4. Prodigy foi lançado a pouco tempo no Brasil, e eu vou ser sincera com você, quando eu terminei a leitura não sabia se te amava ou odiava. Eu estou mal me segurando de curiosidade com Champion (último livro da trilogia). O que podemos esperar para o fim da trilogia?

Sinto-me honrada e lisonjeada com a sua reação ao terminar de ler Prodigy! Eu não quero dar muitos detalhes sobre Champion, mas eu acho que ele é mais romântico e o mais dramático dos três livros. Tudo converge para esse ponto. Ele também foi o único livro da trilogia onde eu chorei escrevendo, e foi o mais difícil de escrever.

5. Existe possibilidade de ter um outro livro sobre esta trilogia? Um spin-off de algum personagem? 

Por agora, a trilogia está terminada e eu não tenho planos de revisitar este mundo. Espero que os leitores sintam a sensação de fechamento com o final de Champion!

6. Como você recebeu a notícia de que seu primeiro livro se tornaria um filme? Alguma novidade sobre isso? Você tem preferência por algum ator interpretando o Day e a June? 

Atualmente, o roteiro está pronto e estamos à procura de um diretor. Meus dedos estão cruzados para sermos capazes de avançar a partir daí. Na verdade, eu não tenho atores específicos em mente para o Day e a June, porque eu os vejo na minha cabeça de uma maneira muito particular, mas tenho certeza que os diretores de elenco farão um trabalho fantástico e encontrarão as pessoas certas.

7. Você está trabalhando em um novo livro chamado Young Elites. Poderia  nos contar um pouco sobre ele?

Sim, atualmente eu estou trabalhando no livro Young Elites! Esta série é ambientada em um mundo renascentista e que também envolve fantasia. Ele conta a história de uma sociedade de jovens dotados de poderes extraordinários, e uma menina, que é essencialmente a versão feminina e adolescente do Darth Vader. Trata-se da sua queda para a escuridão. A história é uma mistura de X-Men e Assassins Creed.

8. E, finalmente, você sabe alguma coisa sobre o Brasil ou seus fãs daqui? Já temos um site para você e para a série, se chama Legend BR. (Http://legendbr.net/).

Que incrível! Estou muito honrada e entusiasmada por saber que os fãs brasileiros gostam da série, e espero ter a oportunidade de visitar o Brasil um dia.

 ***

Ela é uma fofa né gente?!! Bom, é sobre a resposta que ela deu na última pergunta que eu queria falar com vocês. Em breve eu (Seja Cult) e o site Legend BR, com o apoio da editora Prumo, vamos lançar uma campanha para trazer a autora Marie Lu para o Brasil na bienal de São Paulo ano que vem. Estamos nos organizando para lançar esse projeto logo, mas se alguém quiser dar uma ideia, participar de alguma fora, sites também, sinta-se a vontade para deixar aqui nos comentários ou mandar para sitesejacult@gmail.com.

#MarieLunaBienal2014 <3 =D

12 comentários:

  1. Ah, eu amei a entrevista! Sou fã da Marie Lu, principalmente por ela ser uma autora muito original, em relação à trilogia Legend, e também por ela ser linda, haha! - sejamos sinceros, ela é muito bonita! - e as perguntas e respostas me deixaram mais empolgado ainda para o desfecho da série, e cheguei a ouvir que Champion fecha com chave de ouro a série... mas ainda temo por alguns personagens, porque depois do final de Prodigy, não tenho mais nenhuma base!

    E sobre a possível visita da Marie aqui no Brasil - e espero que ela venha mesmo - mas gostaria que ela viesse aqui pro RJ. Adoraria conhecê-la! Qualquer coisa, se precisar de apoio, conta comigo :D

    Abraços!
    - pensamentosdojoshua.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Que ótima a entrevista. Sempre ouço falar bem dos livros, mas ainda não li. Gostei de conhecer mais sobre a escritora.

    Bjs, Isabela.
    www.universodosleitores.com

    ResponderExcluir
  3. Li o primeiro livro e fiquei fascinada com a forma incrível com que a Marie conduz a história. Poder observar as coisas pelo ponto de vista de ambos os protagonistas também foi uma maneira extraordinária de manter os leitores ansiosos pelos próximos capítulos. Ainda não li o segundo livro, mas espero lê-lo em breve, já que as coisas terminaram de modo desesperador para mim em Legend. Além disso, amei a entrevista! As perguntas foram ótimas e as respostas dela foram bem concisas e nada evasivas – do jeito que eu gosto. Parabéns!
    Então Denise, sou de tão tão distante -rs-, por isso mesmo que ela venha ao Brasil não conseguirei ir vê-la, mas se puder ajudar de alguma forma é só entrar em contato comigo.
    Beijos,
    Isabelle | http://www.mundodoslivros.com/

    ResponderExcluir
  4. Olá Denise,

    Parabéns pela entrevista....bom saber mais sobre os autores, mas não gosto das capas.....abraços.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Nossa, que chic, hein? Dizem que essa série é ótima! Quero mt ler, acho que vou gostar! E vai virar filme? Que legal, espero que consiga lê-lo antes de vê-lo!
    Bjocas!
    Jesus te ama <3
    http://hey-mygod.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Eu amei Legend e estou em cólicas para ler Prodigy, até pedi no amigo oculto.
    Essa distopia é interessante principalmente pela falta de mimimi.
    A Prumo também caprichou na diagramação.
    Amei a entrevista! <3
    Beijos
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Ainda nao li nenhum livro dela, mas ja estou mega curiosa para poder ler <3


    xx

    ResponderExcluir
  8. Parabéns pela entrevista gente!
    Fiquei com o coração na mão quando terminei Prodigy, e a sensação que tenho pra começar Champion é uma mistura de medo com ansiedade!
    Marie Lu como sempre uma fofa!
    Espero muito que a campanha dê certo e ela venha para o país!

    ResponderExcluir
  9. Nossa, que incrível sua entrevista. Eu já li os dois livros e me tornei fã dessa escritora.
    Eu fiquei muito animado com o comentário no final do post. Se ela vim para a Bienal eu vou fazer de tudo para conseguir um autógrafo.
    E por sinal, parabéns pela entrevista. Você foi ótima e agora vou acompanhar seu blog com mais frequência.

    ResponderExcluir
  10. Adorei a entrevista! Estou muito animada para começar a ler essa distopia!!
    bjs
    http://divergentvote.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. EU AMO A TRILOGIA LEGEND, APENAS, ELA É UMA ESCRITORA MARAVILHOSA, ELA PRECISA VIR PRA BIENAL NO RJ ANO QUE VEM, SCRRR

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.