Resenha Nacional: Céu em Chamas

22/11/2013


Começa em Matarana a estação das chuvas e o prado se torna verdejante e úmido, transformando a paisagem hostil. A chegada do tráfico de óxi e de um antigo inimigo de Franco também transformará o cotidiano dos caubóis do cerrado. E Rodrigo Malverde abrirá fogo contra os velhos e os novos criminosos da cidade, sendo obrigado a se aliar ao homem que quer roubar a sua mulher. Amor, sensualidade, ação, intriga e muitos tiros. 

Não se iluda com as aparências... AS PESSOAS BOAS NÃO ESTÃO MAIS AQUI. (Romance Adulto Contemporâneo) www.terraardenteolivro.blogspot.com.br
Enfim voltei para Matarana!!! Esse era um desejo que começou assim que terminei o primeiro livro no inicio do ano passado e pelo que pude perceber, as coisas não mudaram muito, ou melhor, ficaram mais perigosas. Céu em Chamas continua acompanhando a estória dos personagens de Terra Ardente: Nora, Karen, Rodrigo, Franco e Thales. Me lembro que não comentei muito sobre os dois últimos porque o primeiro era uma surpresa e o segundo não tinha me chamado tanta a atenção assim quanto agora. O Rodrigo e a Karen vão prosseguir com o envolvimento que começou no fim do primeiro livro, mas com o dedão do Thales no meio, além do agravante da personalidade da Karen. Nova e Franco estão enfrentado os primeiros problemas como casal. Um ex amigo de Nova quer voltar atrás na decisão de ser só amigo e vai fazer de tudo para conseguir isso.

O livro continua sendo narrado em terceira pessoa,acompanhando os personagens principais e secundários. Os secundários se destacam e um deles já prepara o terreno para o último livro. Isso é uma coisa que eu gosto muito, porque as vezes, você não se interessa por um principal, mas tem aquele que quase não aparece que sustenta a leitura. A rixa que acontece entre o Franco e um secundário me pegou de surpresa e estou ansiosa para saber o que vai acontecer. A irmã do Rodrigo também tem uma boa aparição e vai tentar se envolver com um personagem principal, então, pode ser que isso aconteça no próximo também. Esse são só para ilustrar, mas vale ressaltar que os principais são os que me ganharam, os outros foram bônus.

Logo nas primeiras páginas de Céu em Chamas eu percebi que a escrita da autora tinha crescido, não que no primeiro fosse ruim, longe disso, o livro foi um dos melhores nacionais que li ano passado, eu só reparei que detalhes foram acrescidos a um enredo que já era muito bom. Personagem secundários ganharam destaque como eu comentei, portas foram abertas para serem exploradas no próximo livro sem deixar aquela sensação de algo inacabado e o enredo ganhou mais profundidade. As relações pessoas estão mais trabalhadas porque se firmaram neste livro, ou seja, os relacionamentos que começaram em Terra Ardente se desenvolveram em Céu em Chamas. Eu só preciso fazer um aviso aqui, a escrita da autora é daquelas que prendem, então tenham em mente que ao começar os livros dela, vocês vão ficar focados só nisso.

O fato de não expressar a dor, não significa que não doa. (...) Essa situação é complicada pra mim. Nunca fui boa com os sentimentos. Não sei expressar da maneira certa e quando sai, não sai, explode.
O que eu comentei na resenha de Terra Ardente e reforço aqui também, é que o modo como o livro é narrado propicia o desespero, isso porque ele é contado em formato novela: um capitulo ou parte termina, e vai para outro ponto de vista para depois voltar para o anterior. Isso é estratégico, para que você leia o livro mais rápido e chegue nas partes que deseja, e olha que funciona, li as 500 pgs em pouco tempo. O livro tem uma linguajem bem coloquial, característica da série mesmo, acredito que a intenção seja aproximar os leitores do enredo, nada de muitas palavras difíceis ou frescuras, os caubóis falam de forma rustica. Aviso também que o livro possui alguns palavrões e ao contrário do que vocês podem pensar, quem fala mais esse tipo de linguajar é uma mulher.

O amor em Matarana, como não poderia deixar de ser, é intenso, mas não intenso do tipo violento, e sim, do tipo urgente, aqui e agora. Esse tipo de amor é representado nos dois casais principais, Nova e Franco e Rodrigo e Karen. O primeiro casal é o que mais gosto pela diferença de idade e por achar o Franco o melhor, mais o segundo também tem o seu valor já que as faíscas saem dele. O livro é um romance adulto porque não só temos tensão sexual entre alguns personagens, como também temos cenas hot um pouco detalhadas. A autora poderia ter explorado mais esse lado erótico já que os caubóis tem a sexualidade a flor da pele, mas isso poderia atrapalhar a imaginação quando lemos. Eu sempre penso que o autor deve deixar no ar essa parte ligada a erotismo quando o livro não entra na classificação erótico. Se o leitor quiser avançar na imaginação dessas cenas ele vai fazer isso, se não, ele recua. Tudo é uma questão de chegar no equilíbrio.

Geralmente os segundos livros de uma série sofrem a tão temida 'maldição do segundo livro', mas fiquem despreocupados porque com este isso não acontece. Com uma escrita mais elaborada, mas sem perder o 'tête-à-tête' que eu tanto gostei no primeiro, Céu em Chamas conseguiu manter o mesmo nível que o primeiro. O nível de ser um romance mais rústico, com personagens reais e uma trama que não deixa a desejar para qualquer boa novela. As minhas minhas expectativas para o último volume da trilogia estão no céu, e a noticia de que mais livros sobre essa série vão ser lançados me deixou super feliz. Sempre que você quiser me convidar para voltar a Matarana Janice, só avisar, vou com o maior prazer.

-Quando a gente quer dizer mais do que 'eu te amo', o que a gente diz? - ela perguntou numa voz embargada.
-Para sempre. - ele respondeu confiante.
Céu em Chamas - As pessoas boas não estão mais aqui
Janice Diniz
Editora Lexia - Site/Facebook

10 comentários:

  1. Ainda bem que esse livro escapou da maldição do segundo livro! É detestável quando o livro perde a empolgação do primeiro! :(
    Mas curti a indicação da trilogia. Eu particularmente não conhecia, mas curti demais!

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  2. Me apeguei ao último quote que você deixou Denise kkk Não li o livro mais achei lindo! Concordo com você em muitos pontos, como a parte de alguns autores deixar o segundo livro com a "sensação de algo inacabado" , isso me dá uma raiva que só vendo rs. Adorei a ideia da trama e eu como noveleira assumida gostei muito dos romances e da estratégia dos capítulos , confesso que como autora de fanfics ( e mais tarde de um livro se eu consegui terminar rs) que também uso essa ideia kkk . Adorei a resenha :)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Denise minha querida, tenho certeza que quando começar a ler esta série vou atravessar a madrugada em cima de suas páginas.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  4. Esse livro parece ser bastante interessante
    Ainda mais por ser nacional

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Eu ainda não li o primeiro livro, mas e bom saber que a trama desse continua interessante, espero no futuro ter uma oportunidade de lê-lo.

    *bye*

    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Muito bom quando vemos que a autora melhorou, e como você falou, não que ela tenha sido ruim, mas ela está melhor ainda. Eu nunca li nada da autora, mas estou mais que curiosa.

    ResponderExcluir
  7. Denise, lindona,

    Que delícia essa resenha! Saiba o quanto adoro o seu modo de escrever e descrever os meus livros, fiquei completamente apaixonada pelo seu trabalho com Terra Ardente e, agora, com Céu em Chamas, mais uma vez me encantou. Você é uma verdadeira parceira mesmo e agradeço todo o apoio e carinho.
    A parte do "amor do tipo urgente, aqui e agora" é simplesmente fantástica! É isso mesmo!
    Muito obrigada, dona! ♥

    Beijão

    ResponderExcluir
  8. Olá Denise,

    Tenho vontade de ler esse livro, mas essa capa me desanima...mas sua resenha esta muito boa....abraços.


    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oie Deni
    Eu comprei o primeiro livro, Terra Ardente, faz pouco tempo e em breve vou ler.
    Sou leio resenhas positivas em relação a trilogia e ficou toda animada em ler logo.
    E também que adoro histórias que envolvam caubóis, simplesmente me fascinam.
    Parabéns pela resenha.

    Jéssica
    www.leitorasempre.com

    ResponderExcluir
  10. Eu amei a resenha, amei a capa do livro, amei o titulo, amei tudo! Será minha proxima obcessão <3
    http://divergentvote.blogspot.com

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.