Resenha: As memórias perdidas de Jane Austen

22/09/2013


Um dos maiores nomes da literatura inglesa, Jane Austen escreveu clássicos como Orgulho e Preconceito. Embora seus livros tenham interessantes histórias de amor, a vida amorosa da autora nunca foi considerada notável. Esse foi o ponto de partida para Syrie James, estudiosa de Austen, criar uma versão romanceada sobre a vida da aclamada escritora. E se memórias escritas pela própria Austen fossem descobertas, revelando um grande caso de amor? Escrito em um estilo próximo ao da própria escritora britânica, As memórias perdidas de Jane Austen é um livro notável, irresistível para qualquer um que ame Jane Austen – ou grandes romances.
O livro começa com um prefácio da escritora Syrie James, contando como essas memórias foram descobertas. Num sótão, em umas das propriedades que a Jane Austen viveu. A partir disso, a Syrie decidiu organizar esses escritos em formato de livro e expor ao mundo, que uma das autoras que mais soube tocar os leitores com estórias de amor, também viveu uma. Narrados pela própria Jane, os relatos dessas memórias se iniciam com o porque dela nunca ter revelado ao mundo esses fatos, e voltando ao passado para contar como conheceu seu grande amor. Ela não só explica como eles se conheceram, mas como tudo se desenvolveu e terminou. 

Como a própria sinopse diz, mas vale ressaltar, este livro é uma versão romanceada da vida da autora inglesa Jane Austen. O que nós temos de concreto então? A maioria dos nomes dos personagens, lugares que ela visita ou vive durante o livro e a cronologia. A personalidade da Jane não faz referencia a algo concreto, pelo menos isso não foi explicado livro, por isso, acredito que seja como a autora imaginou a Jane. No livro ela é bem engraçada, sensata e lucida. Muito amável com seus parentes e bem próxima da irmã Cassandra. O objeto de sua afeição no livro é o Sr. Ashford, um amigo do amigo de um de seus irmãos. Eles se conhecem durante um passeio e se encantam um pelo outro. O Ashford é um homem atencioso e integro, porém, ele esconde um segredo que muda o relacionamento dos dois.

Vou confessar algo vergonhoso, já que estudei dois anos de Literatura Inglesa na faculdade, eu nunca li uma biografia da Jane Austen, mesmo essas que misturam fatos reais com fictícios. Este foi o meu primeiro contato com a vida dela, além do básico que eu já sabia de alguns livros teóricos. Aqui a gente esbarra numa questão muito complicada, a falta de editoras que tragam esses livros para nós. Eu particularmente, amo biografias, e tenho tido muito dificuldade em achar material para o mestrado na área de Literatura Inglesa. O gênero biografia, sofre um pouco de preconceito, principalmente por ser, na maioria das vezes, informações que você encontra em qualquer site e fatos que não se pode alterar. Se não for alguém que você queira se aprofundar, não surge interesse.

Concluí que era melhor ser considerada solteirona sem história de amor do que uma figura trágica, insensata. Que ousara amar alguém acima de sua posição, e perdera. 
O fato é que essas versões, que apresentam os detalhes fictícios comuns na maioria dos livros, tem prendido os leitores e causam neles a curiosidade de pesquisar mais sobre os dados verdadeiros. Foi isso o que aconteceu comigo em Miss Brontë, onde toda essa minha vontade de me aprofundar nas Irmãs Brontë surgiu. Acredito que o que mais encanta nessas versões, são a possibilidade de finais alternativos, diferentes do que já conhecemos e sabemos. Esse possível romance entre a Jane e o Sr. Ashford é o que vai impulsionar a leitura do livro, caso exista alguém (não acredito nisso) que não goste da escritora. Quem gosta dela, vai ler para saber mais sobre sua vida, costumes, gostos, etc, mesmo que seja tudo imaginativo.

Fora o romance, temos duas questões bem interessantes no livro, que a luta da mulher para publicar um livro no final do séc. XVIII e o quanto a Syrie utilizou as passagens dos livros da Jane para criar esta versão. Eu já comentei na resenha de Miss Brontë sobre essa dificuldade da mulher em publicar livros, então só vou pincelar o assunto. Era comum as mulheres utilizarem pseudônimos na hora de publicar livros, ou como no caso da Jane, ser representada por outra pessoa, porque elas viravam párias da sociedade quando se descobria o fato. A Jane levou cerca de 8 anos para publicar seu primeiro livro, Razão e Sensibilidade, do momento que ela terminou até quando ele foi parar nas mãos do público.

Quem já leu alguns livros da Jane vai perceber que muitas passagens de As memórias perdidas de Jane Austen foram tiradas deles. É assim, você lê e sabe de qual livro o trecho foi tirado. Isso é interessante porque o livro possui comentários no rodapé da Syrie, explicando quais memórias da Jane deram origem a qual trecho de qual livro. Isso acabou dando mais veracidade ao enredo. Todos os trechos ligados a Orgulho e Preconceito eu consegui identificar, e vagamente os de Razão e Sensibilidade, já que faz uns 5 anos mais ou menos que li ele. Os de Persuasão são os mais tocantes e foram os que me deixaram mais ansiosa para ler o livro, que eu já possuo, mas ainda não pude ler. As pessoas comentam que Persuasão é o melhor livro da Jane Austen e que mais se assemelha com a vida dela, ideia essa reforçada neste livro.

A leitura foi super prazerosa e rápida. A Jane descrita pela autora é espirituosa e da forma como eu imagino que ela fosse, ou seja, não foi complicado imaginar que a autora de um dos meus livros favoritos era a mesma da Syrie. Aliás, foi complicado para mim imaginar exatamente o contrário, que este livro é mais ficção do que realidade. Eu estaria mentindo se dissesse que não cheguei a procurar na internet mais informações sobre os relacionamentos amorosos que a Jane teve, na esperança de que o Sr. Ashford tivesse existido. Fiquei envolvida com o livro da primeira página a última, e muito triste com o final dele, que não foge muito do que de fato aconteceu. Mas mesmo assim, foi um livro que valeu cada momento e que se eu pudesse dar de presente para todos vocês eu daria, pois sempre quero presentear meus leitores com o melhor.

Virei minha outra mão e estendia a ela. A cigana a acariciou.
-A muita energia nestes dedos. Sinto um calor, uma magia neles. (...) Você tem um dom senhorita! Um dom especial. (...) Você viverá para sempre! Você será imortal!
As Memórias Perdidas de Jane Austen
Syrie James
Editora Record - Twitter/Facebook 

*Eu quase tive uma sincope quando li na orelha do livro, que a editora também vai lançar o livro Os diários secretos de Charlotte Brontë, da mesma autora. Ano que vem apenas, mas não deixa de ser uma noticia maravilhosa para mim.

18 comentários:

  1. Ai, me conta esse final!
    Hahaha
    Adorei toda esse mistério que envolve Jane, mesmo que não seja verdade - talvez - é muito bom saber que essa outra mulher tenha aproveitado escritos de Jane para nos mostrar uma Jane como nós queremos!!!

    Eu fiquei curiosa também agora sobre esse tal amor dela por esse rapaz, amigo do amigo do irmão. E morta de curiosidade pra saber o q aconteceu com eles dois.

    Imagino a dificuldade sobre publicar um livro nos seculos passados, tanto que passar 8 anos pra conseguir isso é uma grande inovação pra época!

    Gostei da resenha!

    ResponderExcluir
  2. Eu gosto tanto, tanto, tanto da Jane Austen que você pode imaginar o quanto eu quero esse livro hehe
    Eu conheci a escritora pelo meu queridinho "Orgulho e Preconceito", mas estou lendo outros livros dela, o que só reforça a minha opinião sobre ela dita acima.

    bjs
    www.like-a-livros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Eu quero muito ler esse livro, assim como espero ler os outros dela, infelizmente ainda não li nada, apenas vi os filmes não é a mesma coisa mais me apaixonei.
    Super vale a pena ler.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. A Jane é incrível, estou louca para ler esse livro, já está na lista! A resenha ficou excelente e saber que a escrita é espirituosa me deixou mais curiosa ainda!

    Abraços, Isabela.

    ResponderExcluir
  5. Acredita que nunca li nenhum livro da autora
    Preciso mudar isso

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Deniseeeeeee
    Já ouvi tanto falar desse livro mas nunca tinha me interessado
    Mas sua resenha deixou pelo menos a mim LOUCA p ler esse livro!
    Mais um pra listinha, e a culpa é td sua!
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Bjooooooooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Olá flor.Tudo bem?
    Então,eu adorei a resenha...confesso que não sou fã de biografias mas esta conseguiu despertar meu interesse ^^
    Que legal ein,deve estar louca para o próximo que vai vir.
    Ela passou por muitas...
    Beijos
    Tamires C.
    http://de-tudo-e-um-pouco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. A impressão que tive é que deve ser um livro lindo, mesmo! Por eu nunca ter lido nadica que seja da Jane Austen (eu sei, vergonha), talvez muitas coisas passassem batidas por mim nesse livro. Como ainda pretendo ler os clássicos da autora, incluirei este também em minha listinha de futuras leituras (um futuro ainda impreciso, porém que irá sim acontecer hehe).

    Um beijo! Livro Lab

    ResponderExcluir
  9. Hum...que tudo de bom esse livro, hein? Nossa...e a capa é lindona também. Ai, nunca li nada da Jane, mas já curto ela gratuitamente. Quero ler as obras dela e esse livro também.
    Beijos!
    Paloma Viricio-Jornalismo na Alma.

    ResponderExcluir
  10. Gosto dos livros da Jane Austen e fiquei curiosa para saber como a autora retratou sua vida. Dica anotada!!

    *bye*

    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oie Deni
    Que resenha linda! Eu ganhei As Memórias Perdidas de Jane Austen numa promoção de um blog e estou super ansiosa para ele chegar.
    Como SOU APAIXONADA pela escrita dela estou muito ansiosa por esse livro.
    Parabéns pela resenha.
    Beijos

    Jéssica Rodrigues
    Leitora Sempre
    http://www.leitorasempre.com/

    ResponderExcluir

  12. Claire vê seu futuro transformado quando seu grande amor sofre um acidente. Com isso, as verdades começam a ser reveladas e ela, moça do século XIX, tenta decidir se dá chance a um novo amor ou se constrói sua vida de maneira independente. Porém, toda escolha tem suas consequências e diga-se: emocionantes consequências.
    "A Casa dos Boswell" é um romance erótico capaz de sacudir qualquer cabeceira.
    Um dos dez livros de ficção contemporânea mais vendidos na Amazon!
    https://www.amazon.com.br/dp/B00DT57QZK

    ResponderExcluir
  13. Uau 1000 vezes!!!
    De, uma vergonha dizer isso... eu nunca li Jane Austen, apesar de amá-la de coração. Esse livro deve ser maravilhoso pra quem gosta da escritora e pra você, que estuda literatura. Vale muito a pena tê-lo na estante. Decidi que não passaria esse ano sem ler um livro dela, comprei uma edição de bolso de Razão e Sensibilidade, mas meu coração diz que eu devo ler primeiro Orgulho e Preconceito.

    Bye da Pah
    Livros Estrelas

    ResponderExcluir
  14. Eu sou apaixonada pelos livros da Jane Austen. Já li Orgulho e Preconceito, Persuasão, Razão e Sensibilidade além de ter um box com os filmes baseados nos livros dela. Agora só falta Emma e Mansfield Park para ler. Eu confesso que vim procurar informações sobre o livro, porque acabei de terminá-lo e não acreditei que era ficção. Fiquei um pouco decepcionada, mas achei a história super interessante e não consegui parar de ler desde que comecei. Obrigada por sua resenha, é muito boa e faz com que eu tenha mais interesse por essa grande escritora. Beijos. Viviane.

    ResponderExcluir
  15. Eu sou apaixonada pelos livros da Jane Austen. Já li Orgulho e Preconceito, Persuasão, Razão e Sensibilidade além de ter um box com os filmes baseados nos livros dela. Agora só falta Emma e Mansfield Park para ler. Eu confesso que vim procurar informações sobre o livro, porque acabei de terminá-lo e não acreditei que era ficção. Fiquei um pouco decepcionada, mas achei a história super interessante e não consegui parar de ler desde que comecei. Obrigada por sua resenha, é muito boa e faz com que eu tenha mais interesse por essa grande escritora. Beijos. Viviane.

    ResponderExcluir
  16. Nossa Denise eu adorei sua resenha, depois de lê-lo fiquei morrendo de vontade de comprar esse livro, pois nunca li nada do tipo “realidade e ao mesmo tempo ficção”, também fiquei morrendo de vergonha por saber que nunca li nada da autora antes.

    ResponderExcluir
  17. Estou bem no comecinho do livro, mas já estou apaixonada. Tinha ficado em dúvida em relação o que era real e fictício, agora deu para entender melhor! ^.^


    http://versosenotas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.