Resenha: Easy - Contornos do Coração #1

06/08/2013


Quando Jacqueline segue o namorado de longa data para a faculdade que ele escolheu, a última coisa que ela espera é levar um fora no segundo ano. Depois de duas semanas em estado de choque, ela acorda para sua nova realidade: ela está solteira, frequentando uma universidade que nunca quis, ignorada por seu antigo círculo de amigos e, pela primeira vez na vida, quase repetindo em uma matéria. 

Ao sair de uma festa sozinha, Jacqueline é atacada por um colega de seu ex. Salva por um cara lindo e misterioso que parece estar no lugar certo na hora certa, ela só quer esquecer aquela noite — mas Lucas, o cara que a ajudou, agora parece estar em todos os lugares. A atração entre eles é intensa. No entanto, os segredos que Lucas esconde ameaçam separá-los. Mas eles vão ter de descobrir que somente juntos podem lutar contra a dor e a culpa, enfrentar a verdade — e encontrar o poder inesperado do amor. 

O livro ser narrado pela Jacqueline dá, logicamente, o maior destaque de Easy para ela, isso fica perceptível pelo crescimento que a personagem passa ao longo do enredo. Ela começa o livro recém separada do ex, um namoro de três anos que ela achava que duraria para sempre. A convicção de que tudo daria certo era tanta, que ela não viu mal nenhum em abdicar do que queria para segui-lo até a faculdade que ele queria fazer. Ao se ver separada, Jacqueline percebe o quanto ela foi imatura ao fazer isso, pior, ela se anulou em função dele e agora precisa começar do zero. Lucas entra na sua vida em um momento bem difícil para ela, porém, o que a princípio parecia ser um barco furado, se mostra o lugar mais seguro para se estar.

A visão do Lucas que temos é pela Jacqueline, e por mais imparcial que ela tente ser, nunca teremos uma visão real dele, pois ela o vê com seus olhos e personalidade. Pela visão da protagonista, podemos dizer que o Lucas é um rapaz bem misterioso e que exerce um sentimento de segurança muito grande nela, seja quando ele aparece para salvá-la de um estupro, seja apenas por perguntar se naquele dia ela está bem. O físico é algo que estamos acostumada, muitas tatuagens e um corpo de dar inveja a qualquer um. O fato do Lucas ser misterioso, instiga sua curiosidade e ela acaba se envolvendo com ele, mesmo sabendo o quão perigoso seria entregar seu coração para um rapaz como ele.

Assim como todo mundo, foi impossível para mim não comparar esse livro com os outros YA do momento como Belo Desastre e No limite da Atração, mas acreditem, eles não tem nada a ver com Easy. Acredito que a comparação se dê por causa do gênero e um pouco dos mocinhos. Nos três livros os mocinhos possuem problemas emocionais bem graves, aquela aparência de bad boy com tatuagens e uma atitude mais possessiva e arrogante, só que para por ai. As mocinhas são diferentes, umas mais frágeis e outras mais fortes, e uma delas tem mais problemas do que praticamente as outras duas juntas. Sem contar que o enredo também difere, dos três, Easy é o que tem a trama mais leve por assim dizer.

A maneira como ele me beijava dava a sensação de ferro em brasa. Como se ele estivesse se tatuando por baixo da minha pele.

O leve que eu quis dizer no paragrafo acima foi comparado aos outros, porque o enredo de Easy tem sim seus assuntos importantes, como o estupro. A Jacqueline é vitima de uma tentativa de estupro por parte de um amigo do seu ex, e é nesse momento que ela conhece o Lucas, que também tem sua bagagem. O drama nesse livro é que não é tão desenvolvido quanto nos outros já sitados, por mais tristes e revoltantes que sejam os problemas dos dois, não chega nem perto do quanto meu coração se despedaçou com no No limite da Atração. O Lucas passou por uma situação muito delicada e os relatos dele são tristes e podem emocionar mais, porém, você só fica sabendo de tudo no final.

Easy é narrado pelo ponto de vista da Jacqueline como disse, mas a autora já avisou que fará uma versão desse livro com o ponto de vista do Lucas. Esse segundo sim, terá uma dramaticidade maior, já que a carga emocional do livro gira nele. Se acrescentarmos os mistérios que descobrimos, mas que são narrados pela Jacqueline, ai o livro vai mexer com os leitores. Estou fazendo essa comparação não porque não gostei do livro, pelo contrário, achei muito boa a estória, me envolvi e por isso dei 5 estrelas para ele no skoob. Só quis deixar claro que as comparações dele com os outros não tem sentido, já que tudo é mais diferente do que parecido. Isso sem entrar no mérito de que Easy foi lançado bem antes do que a maioria dos YAs e por isso serviu de molde.

A leitura de Easy foi bem gostosa e rápida. Me encantei pelo Lucas, assim como todas, e definitivamente eu meio que tenho uma queda pelos problemáticos. Acredito que a maioria das mulheres tem esse sentimento, o de querer consertar o que está errado em um cara, ou de às vezes, só pegá-los no colo e dizer que ficará tudo bem. O que eu também gostei nesse livro foi a ambientação ser na faculdade. Tem muitos anos que eu sai do ensino médio e recentemente me formei, então, o livro ficou mais perto de mim nesse sentido. Ele também possui uma pegada sensual bem leve e que combinou totalmente com o momento e casal. Recomendadíssimo para quem procura um romance com um toque suave de drama.

Escolher ficar ao seu lado não é uma decisão difícil, Jacqueline. É fácil. Incrivelmente fácil.

Easy
Tammara Webber
Editora Verus - Twitter/Facebook

 

14 comentários:

  1. Estava ansiosa para ler uma resenha sobre Easy desde que o vi e adorei a sua! *.*
    Só me deu mais vontade de ler logo! :)
    Já adicionado à lista de desejados! :D

    tatimunhoz.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Que resenha boa de ler. Haha.
    Como eu me identifiquei nessa parte: "(...) definitivamente eu meio que tenho uma queda pelos problemáticos." E achei interessante essa observação de as mulheres quererem sempre "cuidar" deles. Eu sou assim e não só com "caras problemáticos", mas principalmente com pessoas mais próximas à mim (mas isso é "mais normal", rs).
    Ainda vou ler No Limite da Atração... Parece ser muito bom. :)
    Bjs.

    ResponderExcluir
  3. Awn, curti só pelo fato de ser uma leitura bem corrida! Tive o azar de pegar dois livros terríveis, que parece que a história não acaba nunca. Quem sabe com esse tenho mais sorte!


    Beijos,
    Caroline.
    http://criticandoporai.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oiii,
    AMO este livro, amo a história, a capa, amor tudo nele.
    Eu li ele em e-book e a história me deixou encantada de tão bela que é.
    Fiquei feliz em saber que a Tammara irá escrever um livro sobre o olhar de Lucas, certamente será cheio de emoções.
    Adorei a resenha.
    Beijos.
    Katielle
    Leitura Maravilhosa

    ResponderExcluir
  5. Definitivamente, o livro aparece ser lindo! E essa queda por problemático é algo meio que universal. HAHAHA
    Mas consegui acompanhar (bem por cima) o crescimento d personagem.
    Não sei exatamente se eu ficaria bem curiosa pela leitura, mas o livro parece ser encantador!!

    Beijinhos.
    Clicando Livros

    ResponderExcluir
  6. Foram lançados tantos livros desse gênero, ultimamente, que fica até difícil acompanhar. Easy parece ter um enredo interessante, então acredito que irei gostar dele.

    *bye*

    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olá.
    Obrigada pela visita ao blog ^^
    Olha sua resenha ficou linda o/
    Eu ainda não conhecia o livro acredita? mas depois desta resenha eu quero muito ler.
    A capa não chamou atenção mas sua resenha...eu quero ler.
    bjos
    Tamires C.
    http://de-tudo-e-um-pouco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oie :)
    Ainda não li nada dessa autora e ela esta bem aclamada, rsrs, gostei dessa resenha, e de sabe que o livro é leve e fluir bem, quero ler com certeza!

    Beliscões carinhosos da Máh-
    Cantinho da Máh
    @Maaria_Silvana


    ResponderExcluir
  9. Você disse tudo, 1- realmente você pensa que ele é parecido com outros livros do gênero, mas Easy é único, e bem mais leve de todos os NA que eu já; 2- os caras que já sofreram por algum motivo, assim como os bad boys, são os que fazem as leitoras enlouquecerem, inclusive acho que é por isso que os New Adults estão vindo com tudo.
    Adorei a resenha, eu já tinha lido o livro há bastante tempo, mas só agora resenhei no blog.

    Não sei se você já leu sobre isso por aí, mas a autora está escrevendo o livro na visão do Lucas, então acho que poderemos entender mais sobre ele, provavelmente no ano que vem ou no outro...

    Beijos,
    Letícia - Literature Diary

    ResponderExcluir
  10. Olá Denise,

    Esse é um livro que não me chamou muito atenção, nem pela a sinopse, mas sua resenha até me deixou curioso, mas não leria no momento...abraços.


    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Esse livro é muito bonzinho, mas que capa horrível jesus! hahahahahha

    Beijos, @_RayPereira
    http://porredelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Ei De... já te falei que quando leio suas resenhas parece que estou ouvindo sua voz? Tenho certeza que sim. O legal dessa história é saber como Jacqueline deu a volta por cima, uma vez que ela não tomou suas próprias atitudes, só seguiu o namorado.

    Bye da Pah
    Livros Estrelas

    ResponderExcluir
  13. Oi! Nossa adorei o seu relato de Easy, principalmente porque tem um Bad boy hehe apesar de não ter lido os outros YAs do momento, eu gosto do gênero e este me chamou atenção.

    beijos

    http://livrorosashock.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Esse livro é realmente incrível! Me apaixonei pela história o livro, e mal vejo a hora de ler impresso ..
    Quem amou Belo desastre, provavelmente vai amar EASY também...
    Prabéns pela resenha e pelo blog!!!

    Adriana Medeiros

    minhavelhaestante1.blogspot.com

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.