O que fazer com os livros de parcerias que não quero ter mais na estante?

04/08/2013

Esta semana rolou mais um burburinho quanto a esse assunto e decidi expor o que penso sobre o mesmo, já que nunca tinha postado por aqui, o que faço com os livros de parcerias que não desejo ter mais. Primeiro, é bom deixar claro, que qualquer opinião nos comentários é bem vinda, sendo ela a favor ou contra a minha, peço apenas que tenham respeito na hora de fazerem isso.

Até pouco tempo eu não via necessidade em me desfazer de nenhum livro que eu não quisesse, geralmente, eles ficavam aqui na minha estante independente se eu leria ou não. Isso começou a mudar, quando o número de livros de parcerias e os que eu comprava, aumentaram a ponto de não ter mais espaço para guardar nada. Coloquei a mão na consciência e fiz um limpa nos livros. Separei alguns que eu não queria e entre eles estavam livros de parcerias, e eis que chegamos a pergunta: o que fazer com eles?


Meu primeiro pensamento foi o de sortear, já que tenho muito cuidado com meus livros e eles estão praticamente novos. Essa é a opção que mais faço com livros de parcerias que não quero mais, porém, eu percebo que nem sempre as pessoas se interessam em participar de sorteios no qual o livro já foi lido. Eu, particularmente, não tenho nada contra. Adoro comprar livros em sebos e estando em bom estado, para mim é o que importa. Não entrando nas preferências de cada um quanto a livros usados, essa opção do sorteio não tem sido bem aceita como disse, ainda mais com livros não tão conhecidos ou que não venham com os famosos kits. Então vamos a segunda opção: trocas.

O skoob hoje é um dos melhores, e ao mesmo tempo piores, meios para se trocar livros. Nas duas vezes que troquei livros de cortesias, foi por lá. Neste caso, eu utilizei um sistema para trocar que me deixou com menos peso de vilã. Um abre parenteses rapidamente aqui (não sei porque cargas d'água, mas eu me sinto mal trocando livros de parcerias o.O). Eu troquei eles por outros livros da mesma editora. Como assim? Dando o exemplo real, eu troquei Uma questão de confiança que eu já tinha lido e resenhado, por Estilhaça-me que eu não tinha e queria ler e resenhar.

Na minha cabeça isso fez mais sentido e acredito que nem eu saí perdendo, por ficar com um livro que não queria, e nem a editora, que cedeu um livro de cortesia, mas com a troca teve duas resenhas de seus livros divulgadas. Então essa está sendo a minha ideia. No momento, eu não tem nenhum livro de parceria que eu não quero, mas se tiver, eu só vou trocar por outro da mesma editora do que quero trocar. Muitos podem dizer "nossa Denise, mas como você está sendo hipócrita". Estou mesmo? Já que não tenho espaço para ficar com ele e sorteio não está sendo aceito, o que eu deveria fazer?!

Nesses um ano e meio de blogueira "solo", eu nunca recebi um parecer de nenhum editora quanto ao que fazer com os exemplares. Alguns vem com um carimbo proibindo a venda, por serem cortesias cedidas para divulgação, mas outros, nem isso. A única "obrigação" é resenhá-lo, depois, fica meio que livre. Porém, essa liberdade tem proporcionado muitas discussões, pois mesmo sendo proibida a venda, nós sabemos que acontece. Falar especificamente sobre isso não é o assunto do post. Eu tentei entrar em acordo com o espaço que tenho hoje para armazenar livros e a minha consciência, e foi nessa conclusão que cheguei: sorteio alguns e outros troco por outros livros da mesma editora.

Bom foi isso. Agora eu quero saber o que vocês acham, se concordam que a troca é a melhor opção ou o sorteio. E sejam sinceros, pois se optarem pelo sorteio, quero todos participando quando eles voltarem a acontecer. u.u

22 comentários:

  1. Oi, Denise!
    Bem, eu acho totalmente certo o que você faz; não adianta fica guardando um livro que você não quer mais, principalmente quando precisa de espaço.
    Eu também não tenho nada contra livros usados. Estando em bom estado, eu leio! O importante é o conteúdo.
    Nunca troquei livros, até mesmo porque tenho poucos; mas prefiro que você faça sorteios, e pode ter certeza que vou participar! ;)
    Beijos.

    Capricornizando.

    ResponderExcluir
  2. Eu apenas faço parceria com autores, e acho que o caso que você fez vale super a pena, pois você nem não saiu perdendo, eu pensaria em sortear, mas depois dessa sua ideia é bom cogitar trocar com outras pessoas!
    http://leituramagnifica.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi Denise, gostei do post, e as duas opções achei válida, já fiz sorteios de livros que li pois assim como você eu leio mas mesmo assim eles continuam como se estivessem novos e também já troquei por outros, uma coisa que não faço e acho errado é você vender, se você pegar eles e ir no sebo e trocar por outros eu acho válido, mas vender e pegar o dinheiro acho super errado e falta de ética. É bom as vezes abordar esse tema, eu sou prova de que existem pessoas que vendem, pois já vi em sebos de São Paulo vários Kits da NC serem vendidos, e kits completos, é uma pena que existam blogueiros assim =/

    BjOs!!!

    @jannagranado
    http://livrospuradiversao.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Eu acho super certo o que você faz, até onde sei o que não pode é vender, mas pode trocar e/ou doar, se você não quer mais livro não precisa ficar com ele, trocando você vai só estar ajudando a editora fazendo com que outras pessoas leiam o livro e recomendem para amigos.
    Beijos

    http://estantedecristal.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Hey De!
    Cara, minha estante precisa de uma estante de tantos livros que estão chegando e dá uma doooor no coração der que me desfazer. Sou assim, muito apegada aos livros. Mesmo os que eu não li, pq pra mim eu não li AINDA, então... bem. hahah De qualquer maneira, acabou que nunca troquei nada pelo skoob, acredita! Sei lá, me dá um pouco de medo sabe? =S Quando por alguma força maior (leia-se minha mãe querendo espaço) eu doo para biblioteca ou para alguém que eu conheço. ;D E, claro, um sorteio, mas como o money fica complicado, isso infelizmente nem sempre é possível mas no final sempre dou um jeito! hahah

    Beijocas!
    @mariapsalles

    ResponderExcluir
  6. Acho que os dois são válidos, e até gostei da sua atitude de trocar por livros da mesma editora, nada mais justo na minha opinião. Quanto a venda, acho uma falta de respeito na verdade, pois não é algo que você pagou para ter e sim ganhou, é a mesma situação que se fosse de presente. Como eu não sou chegada a trocas, prefiro os sorteios, mas como falei, acho as opções de troca ou sorteios, validas e justas.

    Beijos.

    Da Imaginação a Escrita

    ResponderExcluir
  7. Oi Denise, o seu post foi muito esclarecedor pra mim. Acho que sua posição com relação a trocar é a certa nesse caso. Acho que quando o livro é cedido, no meu ver, ele deixa de ser uma propriedade de quem cedeu para ser de quem recebeu. Porém não posso negar que acho meio que 'errado' esse fato de vender o livro.
    Ao mesmo tempo que o que falei é contraditório, faz sentido na minha cabeça. Acho que algumas editoras deveriam se pronunciar sobre esse assunto e acabar com esse tabu. Proibindo ou liberando de uma vez.

    Beijo, @_RayPereira
    http://porredelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Vender não porque o autor não recebe pelo livro de cortesia, do resto você faz o que quiser, afinal o livro é como um 'pagamento' pelo se serviço. Não é crime vender, mas não é ético.

    ResponderExcluir
  9. Seria maravilhoso se pudéssemos simplesmente ter um cômodo inteiro tipo biblioteca para armazenar todos os livros que temos e que teremos um dia. E ainda mais, se tivéssemos tempo para cuidar de todos eles, limpar, etc etc etc... Mas isso só se o mundo fosse um lugar perfeito, e não é. Eu sinceramente não costumo entrar em discussões de "o que fazer com livros de parceria". Acho que o bom senso é válido em qualquer situação. Solicitar um livro, por exemplo, que a pessoa sabe que não quer ler e que nem pretende sortear nem nada, acho errado, sei lá, falta de princípios, querer levar vantagem, enfim.

    Agora, a pessoa leu o livro e está a fim de trocar, seja no skoob, seja pessoalmente com amigos, ou mesmo no sebo, não vejo mal algum. O livro foi lido e resenhado, ou seja, foi cumprido o papel da parceria. E como o livro foi dado ao parceiro, ele é livre para fazer o que quiser com ele desde que tenha feito seu papel como parceiro. Só não acho legal vender livros de parceria, ainda mais porque vários deles vêm com carimbo de proibida a venda, não acho certo vendê-los.

    Sobre o sorteio, acho legal sim. Especialmente se o livro está em ótimo estado, é como se fosse um exemplar novo. E mesmo quando o livro tiver aspecto mais usado, deixando claro no sorteio, também não vejo mal algum.

    Um beijo, Livro Lab

    ResponderExcluir
  10. Oi Denise, nd mais justo que trocar os livros q estão simplesmente ficando amontoados...
    N acho q seja errado ou coisa assim, pior que trocar é ficar com um livro preso.
    Apoio demais a sua maneira de repassar os livros!


    Bjoooooos

    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Tenho a mesma opinião que você sobre troca no skoob me dá um aperto no coração mas os sorteios são uma ótima ideia livro é livro não importa se já foi lido acho que um trem que vi que tá rolando ultimamente é bazar que é uma boa idéia

    ResponderExcluir
  12. Oi Denise,
    Realmente se desfazer de livros de parcerias é um pouco complicado.
    Eu estive conversando com algumas pessoas sobre isso e soube que a troca também é errada, mesmo que for por livros da mesma editora. Tiramos até essa dúvida com a própria Novo Conceito. Você não pode vender ou trocar, pode apenas doar ou sortear. Enfim... Eu ainda não sinto necessidade de me desfazer dos meus, e quando sentir, acredito que irei presentear meus colunistas e amigos. Mas acho que cada qual faz o que quer, né?

    Beijocas,
    www.segredosentreamigas.com.br

    ResponderExcluir
  13. Também não concordo com a venda dos livros recebidos de parceria, por isso os meus quando eu não quero mais, troco ou sorteio no blog.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  14. Denise achei a sua ideia incrível. Sorteios e trocas por livros da mesma editora são duas saídas perfeitas e tenho certeza que agradará às editoras também!

    Achei muito legal tu dividir essa informação com a gente!

    Um beijo, Fran!
    www.blogdaruiva.com

    ResponderExcluir
  15. Oi Denise!
    Legal você iniciar essa discussão!
    Eu doei um monte de livros (de parceria e que eu tinha comprado), para uma instituição de caridade que estava precisando montar uma biblioteca. Foi muito bom, pois pude livrar um espaço na minha casa e ajudar pessoas ao mesmo tempo.

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  16. Tanto a troca como o sorteio são excelentes opções. No entanto, você pode pensar na possibilidade de doar esses livros para bibliotecas carentes. Tem muitas pessoas que participam de ONG'S e custam a recolher livros para as bibliotecas. Pode ser uma opção!

    Bjs

    www.universodosleitores.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. Olha, eu não tenho nenhum problema com sorteio de livros usados, também compro livros em sebo com frequência e já comprei pelo menos um livro bem detonado só porque sabia se tratar de uma grande história e não perderia a oprtunidade de ler só porque a capa estava semi-destruída, sendo que o conteúdo estavva completo, bom mas essa sou eu. Não vejo também nenhum problema em você trocar os livros de parceria, todo mundo que tem muitos livros sabe que chega um momento que vai ter que se desfazer de alguns, a não ser que more em um casarão cheio de espaço para uma biblioteca, o que não é o caso de muitas pessoas. Doar alguns livros para uma biblioteca popular também pode ser uma boa opção.

    ResponderExcluir
  18. Olá, tudo bem?
    Na minha opinião não acho correto a venda de um livro que você adquiriu gratuitamente; então vejo a sua opção de troca é algo que seria o certo a ser feito já que você deseja ter mais espaço em sua estante. Vejo como uma boa opção.
    Beijos!

    http://pocketlibro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Pra mim não faz muita diferença se o livro já é usado, o que importa é que é livro.
    Eu acho que você tem o direito de fazer o que quiser com os livros, sorteio ou trocar (ainda mais que como você disse é por outro da mesma editora).
    Beijos :)

    ResponderExcluir
  20. Oi Deniii!!!

    Não acho errado trocar os livros que vc não quer!
    Vc já leu, já divulgou, já sorteou o outro...
    Não tem motivo pra guardar se não quer mais!
    Tem que abrir espaço pras novidades!!!

    E que raios de leitores são esses que não querem sorteio de livro só pq já estão lidos?!
    Vc leu e comeu o final por acaso?!
    Pode fazer sorteio que eu participo siiim!

    Tem uma blogueira que doa os livros de parceria que não quer mais, ela só pede ajuda com o frete!
    Ela me deu "Garota Replay" que teve um frete de 4 e pouquinho...
    Não foi venda!
    Foi doação!
    Um presente!
    Se tiver interesse em me doar alguns livros, pode passar o valor do frete que eu aceito todos esses livros lidos e lindos! hehehe

    Beijokinhas da Giii

    ResponderExcluir
  21. Oi, Denise!
    Não acho errado vc querer trocar os livros de parceria. Não tem estante que chegue com os livros que a gente compra, imagino com os tantos que vc deve receber de parceria.
    Quanto aos sorteios tb não acharia errado, não.
    Super apoio as trocas! rs
    Bjs

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.