Resenha Hot: O Lobo e a Pomba

21/06/2013


Na Inglaterra, no tempo dos druidas, houve certa vez um guerreiro de grande coragem que desafiou e venceu os deuses em combate, como punição, foi transformado em lobo de ferro. Segundo a lenda, nos momentos em que a guerra assola a Terra, o lobo volta à vida na forma de um guerreiro ousado, invencível e imortal. Como agora, quando normandos e saxãos entram em conflito em Darkenwald e a vida da bela Aislinn depende da concretização da profecia. Filha de um nobre assassinado pelos invasores, Aislinn é a sofrida heroína de o Lobo e a Pomba. 
Narrado em terceira pessoa, O lobo e a pomba conta a estória de Aislinn, uma jovem que teve as suas terra invadidas por Wulfgar a mando do rei Guilherme. Seu pai é morto defendendo sua família e a raiva contra os normandos em Aislinn cresce a cada violência e humilhação que eles fazem ela e seu povo passarem. Wulfgar está seguindo ordens e por mais que não concorde, toma Darkenwald para ele e a princesa Aislinn também. Só que ter a princesa ao seu lado e em sua cama, se torna algo mais prazeroso do que ele gostaria e a relação de ódio que deveria se estabelecer, aos poucos se transforma em amor.

Aislinn não é uma protagonista comum nem para a sua época e nem para os livros em geral. Estamos acostumadas com mocinhas fortes e determinadas sim, mas com uma paixão rápida e excessiva pelo homem da narrativa. O livro começa com ela odiando o Wulfgar e lutando contra ele e seus homens por sua terra e pelo direito de escolher o que é melhor para ela. Claro que os dois acabam se entendendo, só que até lá, muitas brigas e confusões acontecem. Wulfgar é o alfa da estória e como tal, dominador e com uma força que transpassa as folhas do livro. Se no inicio pensamos que ele é o vilão, no fim nos rendemos ao homem às vezes bruto por fora, mas com um bom coração por dentro.

Não se deixem enganar pelo titulo do livro, eu sei, é estranho e soa mais estranho ainda. No caso, ele tem uma ligação direta com os protagonistas, são animais que representam Wulfgar e Aislinn. É preciso ter em mente, quando lerem esse livro, que ele é ambientado na Inglaterra de 1066 e isso causa uma diferença imensa de cultura e nomes. Os nomes de alguns personagens são diferentes, assim como alguns elementos da cultura deles. Eu tive dificuldade quanto a decorar o nome de alguns personagens, mas fora isso, não tive problema algum quanto a linguagem. As cenas são muito bem descritivas e com isso, elas são facilmente imaginativas.

A construção da narrativa segue uma boa lógica e acompanha um tempo até relativamente extenso. Começa com as terras de Aislinn sendo invadidas e termina com Wulfgar assumindo completamente as terras, entre esse dois pontos muita ação acontece. A maioria dos livros sobre guerra tem um linguajar pesado e com O lobo e a pomba não é diferente. O inicio dele é difícil, tem muita violência e estupro, isso para retratar o horror de ter a sua casa roubada. Essa foi a única dificuldade que senti com a leitura, o começo, pois eu pensava que a autora não seria tão realista e detalhada nas cenas, mas me enganei muito. A violência permeia o livro inteiro, com horas mais brandas e mais intensas.

Para os que gostam de um romance mais trabalhado e demorado vão gostar do relacionamento de Wulfgar e Aislinn. Eles começam se odiando, até porque, Wulfgar representa a perda de suas terras e seu pai e Aislinn é apenas a bela filha de seu inimigo. Como o tempo e convivência, as coisas entre eles melhoram e pioram, às vezes se entendem e às vezes não. A personalidade de ambos caminha para isso, ambos são fortes e orgulhosos, não aceitam estarem errados e nem ceder ao outro, o que causa boas brigas e boas reconciliações. Quanto as cenas hots, elas existem, só que não são tão vulgares ou repetitivas. O tensão sim, existe no livro todo e dá aquela apimentada na relação deles.

Mesmo a minha edição sendo muito ruim, com folhas quase transparentes e brancas, li o livro bem rápido. O sofrimento não é algo que me agrade em livros, mas a proposta da Kathleen exigia isso, além do que, a guerra é uma violência e sempre o lado mais fraco sai machucado. A estória é sim pesada, mas eu gostei e recomendo. O livro não deixa pontas soltas, possui personagens fortes e que te envolvem e uma descrição de como a guerra destruía tudo por onde passava. Não é que eu não saiba ou tenha estudado isso, mas contado pelo ponto de vista de uma mulher deixou mais pessoal e próximo. A autora por aqui não é muito conhecida, só que lá fora já tem mais de 13 livros dela lançados e estou atras deles para ler.

-Acho, senhor, que seu rosnado é pior que sua mordida.
-Acha mesmo, demoiselle? Pois então algum dia vai desejar não ter acreditado nisso.

O Lobo e a Pomba - The Wolf and The Dove
Kathleen E. Woodiwiss
Editora BestBolso

15 comentários:

  1. Hum...a capa é lindonaa! Só que não sei se iria gostar muito da história, quando li sobre essa violência meio que fiquei com um pé atrás!
    Beijos!
    Paloma Viricio- Jornalismo na Alma.

    ResponderExcluir
  2. Gostei da capa também.
    Ando meio que viciada em romances históricos.. hots então, melhor ainda :P
    HAHA
    Ainda não vi esse livro por aqui..

    Adoro tensão entre os casais

    beijinhos :*
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  3. Oi!
    Gostei da resenha, mas ainda estou meio receosa quanto a esse livro.
    Ainda não resolvi se vou ler. rs

    BjO
    http://the-sook.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Ei Denise, tudo bem?

    Não sou mt fã de livros hots, mas pelo que vc disse, as cenas não são tão constantes assim, certo? Na verdade o meu problema com livros hots não são nem as cenas e sim a vulgaridade as vezes que o autor coloca, mas enfim. 1066!! Acho que nunca li um livro que se ambientasse tão tão distante =P. As vezes fica até um pouco dificil de vc imaginar, né? E de fato, o nome do livro soa beeeem esquisito =P

    beijos
    Kel
    porumaboaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Gostei muito dessa capa assim que vi mas não tinha lido muitas resenhas sobre esse livro e a sua está maravilhosa revelando coisas que eu não sabia sobre a história sem contar nada, me deixou bem curiosa agora vou colocar na minha lista de leitura.

    ResponderExcluir
  6. Estaria mentindo se falasse que o livro me chamou atenção pela capa, pois ocorreu justamente o contrário. Achei ela bem apagadinha. Porém pelo que você falou a narrativa parece ser muito boa. Adoro romances de época, e talvez esse entre para minha lista. ;)

    Beijos
    @_RayPereira
    http://porredelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. ESTOU LENDO ESTE LIVRO E ESTOU GOSTANDO MUITO.
    BJ
    SI

    ResponderExcluir
  8. A capa é linda mesmo! Até gosto de romances históricos, mas esse não me agradou tanto quanto os outros que vi por aí :/

    Beijos,
    biblioteca-de-resenhas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Estou ainda engatinhando no gênero, li alguns e gostei bastante, mas ainda não me joguei de cabeça, vamos ver. Esse parece ser bem interessante por conta da capa, do cenário de guerra, do ponto de vista de uma mulher, acho que isso também iria me agradar, assim como você, apesar de você falar que as folhas são de péssimo material.

    ResponderExcluir
  10. Não conhecia esse livro e achei o titulo dele bem estranho. Com relação ao enredo, eu não gosto muito de livros que tem guerra como pano de fundo, mas gostei dos personagens e fiquei curiosa para conhecê-los.

    *bye*

    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Achei a capa bem bonita.
    Apesar do que você disse, da edição ser ruim, eu gostei da história, então leria.

    Beijos,
    Carissa
    www.carissavieira.com

    ResponderExcluir
  12. Olá Denise,

    Mais um livro que fico conhecendo aqui...gostei da capa e a sinopse chama atenção....parabéns pela resenha me deixou curioso....abraços.

    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. É a primeira vez que visito o site, estava procurando uma boa resenha sobre esse livro, e devo de fato lhe parabenizar esta muito boa mesmo, você conseguiu dizer tudo sem revelar nada, poucas pessoas de fato consegue fazer uma resenha bem feita nos dias de hoje. Em questão ao titulo se observarmos o contexto e a imagem que a autora que passar dos personagens é um titulo mais do que interessante.

    ResponderExcluir
  14. Este livro é simplesmente divino. Entrou na categoria dos meus melhores livros já lidos. E de vez em quando sempre dou uma relida pra matar a saudade dos personagens. E um livro que te deixa com as emoções à flor da pele, é envolvente e te faz ter uma porção de sentimentos: raiva, dor, alegria, ódio, pena, tristeza... Amor. Enfim.... Divino.

    ResponderExcluir
  15. O vestido da capa do livro não é da época em que se passa o romance. Erraram feio.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.