Resenha: No limite da Atração

14/05/2013


Ninguém sabe o que aconteceu na noite em que Echo Emerson, uma das garotas mais populares da escola, se transformou em uma “esquisita” cheia de cicatrizes nos braços e alvo preferencial de fofocas. Nem a própria Echo consegue se lembrar de toda a verdade sobre aquela noite terrível. Ela só gostaria que as coisas voltassem ao normal. 

Quando Noah Hutchins, o cara lindo e solitário de jaqueta de couro, entra na vida de Echo, com sua atitude durona e sua surpreendente capacidade de compreendê-la, o mundo dela se modifica de maneiras que ela nunca poderia ter imaginado. Supostamente, eles não têm nada em comum. E, com os segredos que ambos escondem, ficar juntos vai se mostrar uma tarefa extremamente complicada. 

Ainda assim, é impossível ignorar a atração entre eles. E Echo vai ter de se perguntar até onde é capaz de ir e o que está disposta a arriscar pelo único cara que pode ensiná-la a amar novamente. No limite da atração é um livro sexy e envolvente sobre o amor de duas pessoas que estão perdidas e que juntas tentam desesperadamente se encontrar. 
Noah e Echo tinham tudo para não se conhecerem e nem esbarrar na escola, isso se não fosse pelo acompanhamento psicológico que ambos fazem com a mesma psicologa. Noah foi considerado agressivo e instável demais para visitar seus irmãos mais novos e Echo tem um buraco em sua mente que ela não consegue se lembrar. Isso porque seu cérebro apagou a noite em que varias cicatrizes foram feitas em seus braços e quem as causou, ela sabe apenas que a mãe estava envolvida. Quando Echo vira monitora de Noah, os segredos entre eles começam a ser revelados e ambos percebem o quanto são parecidos, perincipalmente na dor. A amizade começa e logo se torna algo intenso, que por mais difícil que seja de imaginar, pode curá-los.

A alternância entre os pontos de vistas dos dois protagonistas e sendo na primeira pessoa foi perfeito para a estória, pois nos deu a oportunidade de vivenciar o que cada um estava sentindo nas situações apresentadas no enredo. A Echo narrando a sua visão é muito mais emotiva, quando a do Noah é bem arrogante. O livro apresenta alguns palavrões quando é ele narrando, mas nada que ninguém não conheça ou tenha falado. Na narrativa existe uma tensão sexual bem organizada e que leva a relação dos dois até o limite, como sugere o título. A descrição ligada a isso é bem superficial. Quem não gosta de algo explicito, pode ficar tranquilo que as cenas passam longe disso.

O que dizer quando você gosta muito de um personagem? Pois é, o Noah é uma das coisas mais lindas que já li e isso pelo simples fato dele ser completamente destruído. Ele perdeu os pais em um incêndio e foi separado dos irmãos mais novos pelo estado, depois perdeu a oportunidade de vê-los por ser emocionalmente instável e para completar, os pais adotivos que deveriam cuidar dele, o deixam por sua conta. É ou não para pegar no colo e cuidar dele para sempre? Aconteceu com o Noah, assim como com a Echo, de sentir eles tão reais que o que mais você quer é poder tentar ajudá-los de alguma forma. Com a Echo as coisas também não são fáceis e a superação dela é vibrante. Um traço marcante de sua personalidade é o perdão. Achei bonito, no fim do livro, como ela encarou o problema com o pai e a madrasta e depois os perdoou.

Beth estava ao mesmo tempo certa e errada. A Echo não podia machucar ninguém, especialmente porque ela parecia muito frágil. Mas a necessidade que eu sentia de ser a pessoa a impedir que o mundo a magoasse só confirmava a teoria da Beth. Eu estava me apaixonando por ela, e estava ferrado.

Não sei se posso, mas já quero incluir um livro na lista dos que mais gostei em 2013. No limite da Atração foi uma grata surpresa, pois estava esperando algo como Belo Desastre (resenha) e ele se mostrou mais parecido com Química Perfeita (resenha). Explicando isso com mais detalhes. Quando este livro estava para ser lançado, ele figurou em muitas listas de "parecido com Belo Desastre" o que me deixou com uma imensa vontade de lê-lo, já que amei Travis e companhia. Só que este livro não tem nada de parecido com o que esta sendo comparado, primeiro que No limite da Atração não há ciume exagerado e nem o amor excessivo por parte de um dos protagonistas. Fora isso, este livro tem uma carga emocional bem maior que o outro, já que o casal protagonista tem serios problemas e não só um deles.

E foi o fato de os dois terem problemas, que aproximou ele muito mais de Química Perfeita do que de Belo Desastre. O perfil dos protagonistas masculinos é praticamente o mesmo, das protagonistas difere porque a Echo se despiu da vida perfeita que tinha anteriormente. Os problemas tratados no livro são muito sérios e foi isso que me encantou na estória. Acompanhar a luta de jovens tentando se reerguer é tocante, ainda mais se você tiver aquela ideia de que coisas ruins não deveriam acontecer com pessoas boas. Os dois estão tentando se consertar e seguir suas vidas. O Noah foi um personagem que eu gostei muito e achei a construção dele primorosa. O seu crescimento é impressionante, ele começa como o cafajeste e termina como o namorado perfeito que todas queremos. Ele me fez chorar e partiu meu coração quase que o livro todo.

Devido ao conteúdo psicológico intenso, a leitura de No limite da Atração não é glamourosa ou cheia de palavras doces, ok que há cenas lindas e de derreter o coração, mas na maior parte dele você sente tristeza pela vida deles ser tão sofrida. Eu li muito rápido porque logo no começo me envolvi com os personagens e precisava saber o que ia acontecer. Estou muito ansiosa para a continuação que contará a estória da Beth, amiga de Noah, e Ryan, que não apareceu neste. O livro Dare You To será lançado no fim deste mês nos Estados Unidos e por aqui ainda não tem previsão, mas estou torcendo, fervorosamente, para que seja ainda este ano.

Esse era Noah Hutchins. O Noah Hutchins que recusava relacionamentos estáveis ou até mesmo sair com garotas. O Noah Hutchins que só queria transar por uma noite. Um drogado. O posto de mim. E, neste momento, tudo o que eu queria.

No Limite da Atração - Pushing the Limits (Pushing the Limits, #1)
Katie McGarry
Editora Verus

14 comentários:

  1. Olá Denise,

    Apesar da sua excelente resenha e de você ter gostado muito do livro, ele não me despertou interesse, também não gostei da capa.....abçs.


    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Parece ser um livro bastante interessante
    Gostei bastante da dica

    Beijos
    @pocketlibro

    ResponderExcluir
  3. Estou loucaaaa para ler esse livro, então não li sua resenha porque ele está para chegar e eu vou começar só sabendo o que tinha na sinopse. rs
    Aí eu venho dar minha divagações sobre ele...rs

    Beijos

    Ana
    @blogeuleitora
    www.euleitora.com.br

    ResponderExcluir
  4. Estou querendo comprar essa belezinha, a única coisa que não gosto é da capa, eu acho bonita pelos tons de cores, mas os dois ficaram estranhos, sei lá.
    Entendo que a divulgação tenha sido feita com uma analogia à Belo Desastre, e ainda bem que não se assemelha tanto.
    Clicandolivros.blogspot.com.br
    Beijos <3

    ResponderExcluir
  5. Estou me apaixonando pelo Noah antes mesmo de ler o livro.
    Bjs, rose.

    ResponderExcluir
  6. Hey Denise
    Adoro a capa desse livro.
    Gostei muito da sua resenha, e fiquei curiosa para saber o que aconteceu com Echo.

    Quando vi também pensei que fosse bem parecido com Belo Desastre.

    tenha uma ótima quarta
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  7. Quero muito ler. Está na lista dos mais desejados por mim, porque todo mundo fala bem.
    Tenho muita curiosidade para conhecer a história de Echo.

    Beijos,
    Carissa
    www.carissavieira.com

    ResponderExcluir
  8. Oi!

    Adorei sua resenha, nossa! Já fiquei na expectativa de conferir esse livro e tipo LOGO! *u*

    Seu blog é super lindo, seguindo aqui!

    Beijos, Kamila

    http://www.vicio-de-leitura.com/

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bom?
    Adorei a resenha, ainda não tinha ouvido falar desse livro, mas parecer ser ótimo.
    Território das garotas
    @territoriodg
    Bjss *-*
    Passa lá no blog?
    http://territoriodascompradorasdelivro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Hum...estou ouvindo muitas blogueiras falar sobre esse livro. Quero ler...a capa é linda e apesar desse ciúme doentio (que me irritaria um pouco) acredito que iria amar o livro.
    Beijos!
    Paloma Viricio- Jornalismo na Alma.

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Esse livro está sendo bem falado e eu já estou bem curiosa então provavelmente irei ler :)
    Adorei sua resenha!

    Beijos!
    www.sonhandocomlivros.com

    ResponderExcluir
  12. Esse livro está na minha fila leituras e eu nem ia ler agora mas depois de você tê-lo classificado com uma as melhores leituras do ano vou ler logo.

    ResponderExcluir
  13. Cara, preciso arranjar dinheiro para comprar esse livro rsrsrs

    ResponderExcluir
  14. Amei a capa e a resenha!! Com certeza eu vou comprar esse livro gente, até os nomes nos personagens são lindos kkkk

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.