Resenha Hot: Irresistível

17/05/2013


Há sete anos, na véspera de seu casamento, a recatada Jessica Sheffield presenciou uma cena de libertinagem que nenhuma jovem inocente poderia imaginar. Escandalizada, mas estranhamente excitada, ela guardou silêncio com respeito ao escandaloso Alistair Caulfield, e andou para o altar da igreja como esperavam. Mas durante anos de um casamento sereno e tedioso, a imagem de Caulfield ardeu em sua imaginação, alimentando seus sonhos mais ilícitos…

Alistair fugiu para longe da tentação da recatada debutante com o fogo da paixão gravado em seus olhos…. até o Caribe. Agora um comerciante rico, ele pouco tem em comum com o jovem libertino que ela conheceu. Mas quando Jessica, recém enviuvada, sobe a bordo de seu barco para cruzar o oceano, somente algumas peças de seda controlam sete anos de prazeres reprimidos… e a certeza de que sucumbir consumirá a ambos… 

A narrativa do livro acontece em terceira pessoa focando quatro personagens: Jessica, Alistar, Hester e Michael. Jessica e Hester são irmãs, mas a estória da segunda e Michael é secundaria. Jessica é uma mulher recatada e submissa, que possui características diferente da maioria das heroínas, diferenças físicas que não vou comentar pois seria spoiler. Quando ela se envolve com Alistar um lado forte e decidido se revela. Alistar e Michael possuem a aparência que estamos acostumadas. O primeiro se destaca apenas por um fato que acontece no inicio do livro e que mais para frente é explicado. Alistar tem um pequeno crescimento na trama, quando o conhecemos ele é imaturo e arredio e sete anos depois, se mostra maduro e sossegado. Hester se diferencia da irmã no inicio do livro por ser mais alegre e receptiva, depois acontecem fatos que mudam a personalidade dela.

Finalmente estou lendo algo da Sylvia. Este livro deu origem a antiga trilogia Toda Sua, porque agora serão cinco livros, e estou bem mais tranquila quanto a leitura dele. Partindo que os livros não serão muito diferentes, digo quanto a linguagem. A minha surpresa foi exatamente por causa da escrita da autora na hora de descrever as cenas hots. Eu imaginava que ela seria bem mais intensa, demorada e argumentativa, no estilo de ficar paginas e paginas detalhando o sexo. O livro é sim hot, tem as suas cenas de sexo descritivas e diretas, só que são intercaladas por um ar de sensualidade. Explicando melhor, em poucas linhas acontece a cena de sexo, depois, ela ameniza o linguajar e fica no campo da sensualidade. Ao contrario do que eu esperava, não fiquei constrangida lendo. 

Tive dois problemas com a estória e isso me impediu de dar cinco estrelas para ela. Como disse antes, o livro acompanha duas personagens e eu acabei me envolvendo mais com a estória secundaria do que com a principal. A estória da Jessica com o Alistar é um pouco previsivel, no meio da leitura você já imagina o que vai acontecer com os dois. Com a Hester e o Michael é diferente, um deles é casado e você vai ficando curiosa para saber como a autora resolverá a vida de ambos. A narrativa das duas alterna, e eu lia mais rápido a parte da Jessica e do Alistar para poder chegar na da Hester e do Michael, que eu achei mais emocionante e menos previsível. Não que eu não tenha gostado da Jessica, mas a estória da Hester me cativou mais.

E o segundo problema foi no desenvolvimento do enredo, tem dois momentos da narrativa que são cortados e pouco explicados. Um deles é a viagem à Jamaica, que era importante para a Jessica firmar a sua nova personalidade forte e decidida, mas que foi pulado e só descrito superficialmente. O outro momento é o final do livro, no qual a autora da um desfecho bem rápido e sem pontuar com detalhes o fim de cada personagem. Eu tive a impressão de que o enredo cresceu e ela teve que poda a estória por sei lá qual motivo, mas é essa a ideia que fica. A narrativa pedia mais detalhes e ela acabou concluindo da forma mais superficial e fácil possível.

Mesmo com esses probleminhas foi uma leitura que eu gostei, mais por ter me surpreendido com a escrita hot da autora do que com a estória em si. Ela é previsível, mas os personagens são bem construídos e ter uma protagonista fora dos padrões também me agradou. Estejam avisados que o livro é hot, tem as cenas de sexo e a linguagem própria dela, mas que também não é tão vulgar e não aparece no livro todo. A minha expectativa agora é com Toda Sua, que eu já estou providenciando, e espero gostar ainda mais dos livros da Sylvia Day.

O homem que tem a sorte de conquistar sua companheira certa, só pode amá-la e prendê-la a si para sempre.

Irresistível
Sylvia Day
Editora Hamelin

4 comentários:

  1. Denise, Toda Sua tem uma linguagem beeeeeeeeeeem mais pesada que esse livro sim. Apenas falando caso você não goste. Para não arriscar. :)

    http://porredelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. O problema dos livros eróticos ou estão na escrita, narrativa ou no enredo. Poxa, tem livros que são de tirar o chapéu, mas há outros... que Nossa!
    Eu quero ler esse, mas tem os outros dois que estão sempre em promoção d a mesma autora!
    http://clicandolivros.blogspot.com.br/
    Beijão <3

    ResponderExcluir
  3. Tenho muita vontade de ler algum desses livros dessa onda hot, mas ainda não consegui, primeiro pelo tamanho da minha pilha de não lidos já comprados e segundo porque não sei se ia gostar de algo com a linguagem mais vulgar, acho que não. Talvez leia esse livro, pelo que você falou da linguagem.

    Beijos
    fromafallenangelsheart.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Nunca tinha lido nenhuma resenha desse livro antes, simplesmente por não ter gostado muito de Toda Sua, e não ter lido o segundo livro por isso.

    Ainda não sei se lerei Irresistível, mas pelo que você disse, acredite, ele é bem diferente de Toda Sua, portanto se for ler, não comece já imaginando algo leve.
    As cenas, pelo que me lembro, são descritas rapidamente, mas é bem mais... Intenso, se é que se pode chamar assim.

    Tem resenha dele lá no blog, se quiser dar uma olhada.

    Beijos,
    Letícia Literature Diary

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.