Resenha: Quimica Perfeita

05/03/2013



Os garotos do instituto Fairfiel, do subúrbio de Chicago, sabem que South Side e North Side não se misturam. Assim, quando a líder de torcida Brittany Ellis e o marginal Alex Fuentes são obrigados a trabalhar juntos como parceiros de laboratório na aula de química, os resultados prometem ser explosivos. Mas nenhum deles estava pronto para a reação química mais surpreendente de todas: O amor. Poderão romper os preconceitos e estereótipos que os separam? 

O que começou como um dia perfeito na vida de Brittany logo se tornou um inferno. Era para ser um simples trabalho de química, isso se não fosse por Alex ser seu parceiro. Ele é membro de uma gangue, a Sangue Latino, e conhecido por suas confusões e seu rosto e corpo escultural. Alex não podia acreditar que teria de fazer um trabalho com a patricinha de vida perfeita e linda Brittany Ellis. Ao longo da convivência forçada, as aparências falsas caem e os mundos que não podiam se misturar, provam ser mais parecidos do que o Alex e a Brittany imaginavam.

Alex e Brittany alternam os pontos de vista do livro, ambos em primeira pessoa. A Brittany é a imagem da garota perfeita. Loira, olhos claros, corpo bonito, boas notas e boa reputação. Alex é o contrario, embora bonito e com boas notas, é mexicano (cabelos negros e pele morena), participa de uma gangue e sempre se envolve com aquilo que não presta. O trabalho de escola que os dois fazem juntos, revela que a vida de Brittany não é tão perfeita assim, e que o Alex não é o cara brigão que gosta de mostrar. A atração que nasce dessa aproximação, mostra que alguns sentimentos não ligam para aparências.

A principio, Química perfeita pode parecer aquele tipico romance americano, da adolescente perfeita e líder de torcida com o bad boy gato, mas assim como as aparências do casal enganam, a sinopse engana também. De parecido com os outros esse livro não tem nada. Ok, talvez o amor aflorar o melhor das pessoas esteja em outros livros, mas as semelhanças param ai. Eu ainda não tinha lido sobre preconceito conta latinos, embora saiba que isso exista, e foi interessante por ser voltado para o publico jovem, nada muito formal e analítico, só como os adolescentes lidam com as diferenças. Nós sabemos o quão cruel eles podem ser e o livro tem partes assim, cruéis.

Somos atores na vida Brittany, fingindo ser o que queremos que as pessoas pensem que somos.

A autora foi inteligente em alternar os pontos de vistas, pois estar na cabeça dos dois foi primordial para a empatia com eles acontecer. A tendencia é acharmos a patricinha chata e gostarmos do bad boy, no caso das mulheres, mas lendo sobre ambos, gostamos deles como um casal e percebemos o quanto combinam. A linguagem usada no livro merece uma atenção, ela não é floreada ou leve por ser para jovens. O livro tem palavrões e referencias diretas a sexo, não que tenha cenas descritivas, mas o Alex é homem e adolescente, o que é um agravante. As cenas de violência também vão ser diretas e crua, principalmente uma que acontece mais para o fim do livro.

Pela sinopse já da para imaginar qual é o tema principal dele, as aparências. O quanto elas são importantes, o quanto elas refletem nos nossos julgamentos e o quanto estamos dispostos a mantê-las são algumas das questões tratadas no livro. O Alex e a Brittany retratam imagens completamente opostas por fora, mas complementares no interior. Os dois buscam aceitação familiar, querem descobrir qual carreira seguir e encontrar uma pessoa que eles podem ser eles mesmos. O livro também fala sobre gangues, preconceitos (outros fora a pessoas latinas), a dificuldade em lidar com um deficiente físico na família e muitos outros temas.

A leitura do livro me agradou muito, adorei os personagens e como a narrativa se desenvolveu. Fora como terminou a estória de uma amiga do Alex, o livro não deixou pontas soltas, concluiu a estória de todos os personagens. Apesar de ser uma trilogia, cada livro conta sobre um irmão Fuentes, Química perfeita é um enredo sem continuação. Não vejo a hora dos outros livro serem lançados, espero que eles me encantem e divertam como esse.

O mundo, além de cruel, é também o que fazemos dele... Você acha que não pode mudar nada? Então vá e siga o caminho que já traçaram para você. (...) Mudar o mundo não é fácil Alex. Mas vou continuar tentando. E você?

Química Perfeita 
Simone Elkeles
Editora Underworld

9 comentários:

  1. Quando há confronto e conciliação entre os personagens, ou seja, eles complementam, o livro fica mil vezes mais interessante. E a partir desse pressuposto, acho que eu adoraria esse livro.

    ResponderExcluir
  2. Tenho fugido de series e trilogias, mas como tu disse q esse livro n deixa pontos soltos acabei me interessando.

    ResponderExcluir
  3. Esse livro parece ser bom
    Já li algumas resenhas dele bem positivas

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi Denise,
    Apesar de querer ler esse livro, eu ainda não tinha lido nenhuma resenha sobre ele.
    Gostei do enredo e de saber que a narração e alternada pelos protagonistas.

    *bye*

    http://loucaporromances.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Bom, estou louca para ler este livro, gostei muito da história e do modo como você descreveu o livro, ele parece ser bom!

    ResponderExcluir
  6. Bom dia Denise,

    Mais um livro que fico conhecendo aqui no seu blog, parece ser bom e a sua resenha nos deixou bem curiosos...parabéns....abçs.


    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/


    ResponderExcluir
  7. PRECISO. NECESSITO. QUERO. ESSE. LIVRO. To cansada de ler as resenhas dele e ficar chupando dedo. Quero muito.

    Beijos. Tudo Tem Refrão

    ResponderExcluir
  8. Ficou ótima a resenha! Tenho curiosidade em ler esse livro, pois as criticas são muito boas, o bom que apesar de ser um trilogia, não é continuação um do outro, então dá para ler tranquilamente, rsrs.

    Bjs

    www.daimaginacaoaescrita.com

    ResponderExcluir
  9. Parabéns pela resenha!
    Sou super suspeita pra falar de Química Perfeita porque sou super fã da autora, a Simone é uma ótima escritora!
    Já li outros livros dela e amei todos, agora vou ler as duas continuações de Química Perfeita em inglês, já que a Underworld não lança logo por aqui...

    Beijos!

    Literature Diary

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.