Cine Cult: Lincoln

15/02/2013



Lincoln abrangi os últimos 4 meses de vida do 16º presidente dos Estados Unidos e sua maior conquista como o mesmo, o fim da escravidão no país e com ele o da Guerra Civil. Ela também é conhecida como Guerra de Secessão, e foi a que mais matou civis americanos, ultrapassando os 600 mil. Estranhamente, aconteceu dentro de seu território, os estados confederados do sul contra os industrializados do norte. Em suma, nos estados do sul a escravidão tinha um peso econômico bem maior que as do norte e a vontade do presidente em aprovar a 13º Emenda que abolia a escravidão os afetava diretamente. 

Não vou mentir para vocês, o filme é cansativo. São 2h e 30 min sobre a Guerra Civil americana e o sonho de um homem que queria que os negros fossem livres e todos tratados como iguais. Quem não sabe mais ou menos sobre o tema tem duas possibilidades: assistir o filme e ficar por isso mesmo ou pesquisar sobre ele depois. Eu fiz a segunda alternativa não só para fazer esse post, mas porque já tinha estudado o tema no semestre passado e me interessado bastante. Realmente entendo o filme não ter feito tanto sucesso fora do solo americano, pelo simples fato de ser uma narrativa baseado na história deles. Seria o mesmo que querer que um filme baseado no Tiradentes ou Chico Mendes fizesse sucesso lá fora, eles poderiam ver, mas muitos não entenderiam o conteúdo por ser um fato no nosso povo.


O filme estranhamente não tem uma trilha sonora de destaque. São apenas musicas instrumentais de fundo e em raros momentos. Ele também não possui uma ampla ambientação, então não há muitos cenários. O foco mesmo do filme acaba sendo na luta de Lincoln em aprovar a 13º Emenda e como isso é feito no congresso, a maioria das cenas se passa lá. O vestuário pelo contrário está bem caracterizado, se bem que 90% dos personagens são masculinos e vesti-los para que tenham a aparência dos homens do sec. XIX não é tão complicado assim. Esse é um dos fatos curiosos, tirando a mulher do presidente, Mary Todd, apenas mais duas tem destaque no filme.

Se o filme não tem uma grande trilha sonora ou cenários maravilhosos, não temos do que reclamar dos diálogos. Ele é com certeza um dos filmes mais inteligentes que eu já vi, não só na parte histórica, porque sendo ele baseado em um livro, qualquer um pode ler, mas porque o Lincoln era um homem inteligente.O Spielberg comentou em uma de suas entrevistas que seus filmes são baseados em imagens, mas nesse, as imagens ficam atras da grandiosidade das palavras de Lincoln. Seus discursos não são apenas para passar o que ele pretende fazer pelas pessoas, são para incitá-las a construir junto com ele um país melhor.


Lincoln teve 12 indicações ao Oscar esse ano, entre eles de melhor filme e ator do ano. Eu concordo completamente com a categoria de melhor ator para Daniel Day-Lewis. É o protagonista e a alma do filme, e como ele souber representar bem o 16º presidente dos Estados Unidos. De acordo com as biografias e pesquisas, o Lincoln era um homem sereno, apaziguador e de fala mansa. O Day-Lewis fala e age dessa forma, e fisicamente eles se parecem muito. Na primeira cena eu logo fiquei intrigada com o tamanho dele, o presidente tinha 1, 93 de altura e no filme seu interprete é maior que todos que aparece no mesmo.

Steven Spielberg está a frente da direção e Doris Kearns Goodwin e Tony Kushner assinam o roteiro. O filme conta com os atores Daniel Day-Lewis, Tommy Lee Jones, Sally Field, Lee Pace e Joseph Gordon-Levitt. Baseado no livro vencedor do Pulitzer da escritora Doris Kearns Goodwin, Team of Rivals: The Genius of Abraham Lincoln, o mesmo foi lançado aqui no Brasil na época em que o filme foi lançado com o nome de Lincoln e a capa do filme. A produção não está mais nos cinemas nacionais e não a previsão de quando o dvd será lançado.


Encerro essa critica com outra curiosidade. Ao contrario dos nossos políticos onde poucos nos orgulham, Abraham Lincoln é um dos presidentes mais adorados dos Estados Unidos e dos que mais tem biografias vendidas. Estima-se que tenham mais de 15 mil livros que relatam sua vida. Considerando seus feitos, não é atoa que os americanos o estimem tando.


"Isto define o destino para toda a eternidade. Não apenas para os milhões hoje em escravidão, mas para os milhões que ainda nascerão." Abraham Lincoln


9 comentários:

  1. Oii !
    ainda não vi Lincoln mas é só elogios, e o Daniel Day Lewis é sempre esplêndido na suas atuações. Quero muito ver.
    abraços
    Melissa
    http://decoisasporai.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu adoro filme desse estilo de época, eu me sinto vendo HP, ou até mesmo vivenciando os acontecimentos. Adorei a indicação!

    ResponderExcluir
  3. Eu pretendo vê o filme. O é bem no estilo que gosto de vê.
    Espero que o filme me surpreenda.
    Bjos...

    ResponderExcluir
  4. Parece ser um daqueles filmes memoráveis e bem cults mesmo.
    Ainda estou decidindo se vejo ou não (:
    Beijos! *:
    Espero sua visita: http://pseudoaleatoriedade.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  5. Parece ser um filme muito bom
    Com um conteudo bem rico

    Beijos
    @pocketlibro
    pocketlibro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Apesar de conhecer muito pouco sobre a história deste presidente, me interessei muito pelo filme.
    Acho que tbm faria parte da segunda opção, que depois sairia atras de mais coisas sobre ele e a história americana.

    ResponderExcluir
  7. Olha, eu não me interessei muito pelo filme, me parece que ele tem muitos discursos.

    http://enfimshakespeare.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Quero ver mas deixe pra ver em DVD. Porque vi muitos comentários que refletem o seu "é cansativo".
    Como não estou de férias e estava num ritmo intenso, chegar no cinema cansada e ficar em cenas monótonas com inúmeros personagens numa política diferente da nossa. Bom... Preciso de um ar.

    Mas quero ver sim.

    liliescreve.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Mais um filme que preciso ver, gosto muito de filme deste estilo.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.