Resenha: Lobos não choram - Alfa e Ômega #1

06/12/2012


O primeiro livro dessa incrível série de sucesso, Alfa e Ômega, de Patricia Briggs – Você não vai querer parar de ler! Anna nunca soube que Lobisomens existiam, até a noite em que sobreviveu a um ataque violento... E se tornou um deles. Depois de três anos como o membro menos importante da alcateia, Anna aprendeu a manter a cabeça baixa e a nunca, jamais, confiar nos machos dominantes. Foi então que Charles Cornick, o matador de aluguel e filho do líder dos lobisomens da América do Norte, entrou em sua vida.Charles insiste em afirmar que Anna não está destinada a ser somente sua grande companheira, mas também um raro e valioso lobo Ômega. A força interior de Anna e a sua presença tranquilizadora serão realmente valiosas quando ela e Charles saírem à caça de um lobisomem desgarrado, uma criatura dominada por magia tão negra que poderia ameaçar toda a alcateia... 

“Patricia Briggs sempre encanta seus leitores” – Lynn Viehl, autora best-seller do USA Today. 

“O mundo de Patricia, no qual bruxas, vampiros e lobisomens vivem perto de pessoas comuns, é plausivelmente construído; os personagens são maravilhosos, e a trama faz as páginas flutuarem” – Booklist 

Quando você abre o livro Lobos não choram, logo depois das apresentações, tem um aviso sobre um conto no fim do livro que serviu como base para o enredo. Nesse conto conhecemos os protagonistas e um pouco sobre como será a história, ele é na verdade o começo de tudo, de onde a autora partiu para escrever o que iremos ler. Anna foi transformada em lobisomem a 3 anos e desde então, teve sua vida virada de cabeça para baixo. Ela é considerada a paria da alcateia e devido a isso, sofre agressões de seus lideres. A vida dela muda quando Charles a conhece, ele é um lobisomem dominador que não tinha pretensão em encontrar uma companheira, ainda mais uma com tantos problemas. Mas aos poucos Anna vai se mostrando uma grata surpresa e ele se vê gostando de tê-la ao seu lado.

O romance entre Charles e Anna a principio é estranho, isso porque no mundo que a autora criou para o livro, os humanos escolhem suas companheiras e os lobos a aceitam. No caso deles foi o contrario, os lobos se escolheram e os humanos meios que vão se virar para conviver juntos. Isso no livro vai criar as pequenas brigas entre o casal terá e as descobertas de como é a personalidade de cada um. Eles são parecidos, gostam do silencio e de ficarem quietos no seu canto. A Anna é quem mais tem dificuldade em aceitar Charles, isso por causa dos problemas que ela teve na antiga alcateia, mas no fim, eles acabam superando esses obstáculos e aceitando um ao outro.

No decorrer do livro a gente descobre o que um lobo ômega significa. Não é um poder lá muito diferente, mas coube no enredo. Ele é valioso porque o seu poder cria um certo equilíbrio, não comentarei muito para que a surpresa não se perca. Por ter esse poder, Anna foi humilhada e agredida em sua antiga alcateia e isso refletiu, e muito, no modo como ela lida com os outros lobisomens e com os homens de um modo geral. Esse foi um ponto que gostei no enredo, o crescimento dela frente a essas agressões e como ela aprendeu a lidar com o medo. O Charles se virou bem com os traumas dela, soube ser gentil e atencioso nos momentos certos.

Nunca ouvi falar de uma união acontecendo ao contrario, como a nossa. Meu irmão lobo escolheu você, escolheu seu lobo, e só me deixou a opção de segui-lo. Mas não importa; não quero recusar você.

O único ponto negativo do livro, e que não me fez dar 5 estrelas no skoob, foi a falta de embasamento para algumas situações. Determinados assuntos não foram bem explicados e me deixou perdida, como por exemplo, a relação de uma personagem bruxa com a Sarai, uma personagem secundaria, ou a magia que envolve o Charles. Não poderei explicar melhor pois seria spoiler, mas o ápice do livro não ficou bem claro, consegui entender meio por cima, pela intuição. Não poderia dizer que a autora foi clara em seus argumentos nessas situações, porque não foi.

A leitura do livro foi fácil e simples, tirando esses fatos não explicados, ela foi positiva. Porém adianto, quem não gosta de lobisomens possessivos, que marcam seu território e que tem algumas diferenças em relação ao que a gente esta acostumado, não vai gostar da história. Ele também tem uma escrita mais melancólica, isso quando o ponto de vista é da Anna, lembrem-se que ela ainda não se acostumou a ser uma lobisomem e passou por várias agressões e é por ai que vocês entenderam o título do livro. A questão da submissão é tratada bastante no livro, assim como a sexual. Ele tem uma cena de sexo, mas bem sutil e nem um pouco descritiva.

O livro me agradou principalmente por não focar só no romance e quando o faz, não é nem um pouco meloso, os protagonistas não são assim. Nós temos a participação de vários personagens secundários interessantes e que fazem parte da ação que o livro tem. Para deixá-los curiosos, o lobo da capa, linda diga-se de passagem, não é nem o Charles e nem a Anna, é um dos secundários e que rouba a cena no fim. E por falar em fim, o livro terminou tão redondo, não deixando nem uma dica que terá continuação, que fiquei curiosa por saber de onde o livro 2 partirá. Mesmo assim é uma serie que quero continuar a ler.

Não deixarei você ir para a cama por aí com qualquer uma. Também não serei forçada. Já aguentei o suficiente. Se isso fizer de mim uma grande egoísta, que seja. Mas, se eu for sua, você terá que ser meu de verdade.

Lobos Não Choram - Alfa e Ômega - Livro 01
Patricia Briggs 
Editora Novo Século

2 comentários:

  1. o livro tem continuação
    livro 1 Cry Wolf
    livro 2 Hunting Ground
    livro 3 Fair Game

    e tem também os livros secundários que são
    Alpha e Omega (#0.5)
    Alpha e Omega: Call Of The Hunt (05-3)

    só que nunca encontrei estas versões traduzidas em Português,se você encontrar ou souber de algum site que vende me informa por favor?

    ResponderExcluir
  2. Estou atrás desses livros enlouquecidamente e também não encontro :(
    vou ter que catar em inglês mesmo.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.