Cine Cult: Te amarei para Sempre

11/10/2012

Esse não é um filme que eu estava familiarizada até pouco tempo, eu não o conhecia e nem sabia que ele foi baseado em um dos livros que estão no meu skoob como favoritos. Só cheguei a ele depois de ver um vídeo onde uma blogueira o citava e falava sobre o livro A mulher do viajante no tempo, corri para assistir. Confiram minhas impressões.

"Eu não mudaria nem um segundo da nossa vida juntos."

Henry DeTamble é bibliotecário e um viajente no tempo, isso devido a uma anomalia genética. Ele não sabe muito sobre esse "dom" só que não pode controlá-lo e que a solidão é algo que provavelmente o acompanhará sempre. Em uma das viagens no tempo, ele conhece uma garotinha chamada Clare Abshire a quem visita durante a vida toda. Certo dia, Clare, agora uma mulher, encontra Henry e eles começam a viver uma estória de amor.

O começo do filme é rápido, nos primeiros 30 minutos, já sabemos como as viagens do Henry acontecem e como ele conheceu a Clare, aliais, eles já até se envolvem nessa primeira parte. Assim, o foco do filme passa a ser o romance e como os dois vão lidar com as viagens. Um fato que fica claro, é a preocupação do Henry em envolver outra pessoa em sua vida fragmentada.


O foco do filme ser no romance, não o deixou de forma alguma meloso, mesmo com algumas cenas emocionantes. Na verdade o filme é sobre o efeito que as viagens do protagonista tem na vida do casal. Como a Clare ou o próprio Henry lida com desaparecer ou não estar presente em situações importantes é retratado o tempo todo. Como ter um relacionamento que dure, sendo que um deles não participa 100% da vida do outro? Em um determinado momento a Clare questiona o fato de sempre o estar esperando.

De uma forma geral o enredo é confuso. Algumas coisas ficam sem explicação e isso me deu a sensação de "perdi o fio da meada". Geralmente, se os filme que tratam as viagens no tempo não tivrem uma boa base de coerência, quem vê se perde em qual tempo o filme ocorre. E isso acontece em Te amarei para Sempre. Acredito que o livro seja mais esclarecedor nas questões técnicas, pois o filme é superficial na parte de dizer porque isso e aquilo acontece.


Ele não é novo, Te amarei para sempre foi lançado em 2009, dirigido por Robert Schwentke e estrelado pelos atores Eric Bana e Rachel McAdams que vivem respectivamente Henry e Clare. São atores que eu já conhecia e que juntos tiveram uma boa química nas telas. Para os dois deve ter sido difícil a interpretação desses personagens, pois a todo momento estamos no passado, presente e futuro e nisso se muda a maneira de falar, se portar e o visual.

Embora tenha ficado perdida em alguns pontos, foi um filme que gostei de ter visto e chorei bastante com o final. O romance é algo que sempre me emociona e o Henry estar buscando o tempo todo maneiras de ficar perto da Clare me fez chorar muito. É um filme com a ambientação charmosa e que curiosamente não tem uma trilha sonora marcante. Passei boas duas horas o assistindo e acredito que valeu a pena, mesmo que enquanto esteja escrevendo essa indicação, esteja tentando entender o que aconteceu em algumas cenas.


Abaixo o trailer do filme para vocês irem sentindo o clima.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.