Editora Lafonte lança uma nova edição do livro A invenção de Hugo Cabret

01/03/2012


Com a estreia do filme inspirado no livro “A invenção de Hugo Cabret” e todos os prêmios e destaque no Oscar 2012, apresento a vocês a edição do livro lançada pela Editora Lafonte em parceria com a Edições SM.

Baseado no livro homônimo de Brian Selznick e dirigido por Martin Scorsese, o filme A invenção de Hugo Cabret é o favorito ao Oscar de 2012. Concorrendo em 11 categorias - incluindo a de melhor roteiro adaptado, melhor filme e melhor diretor -, sua estreia nos cinemas nacionais está confirmada para esta sexta-feira, dia 17 de fevereiro. Além de chegar aos cinemas, a história de Hugo Cabret também desembarca nas livrarias do país, em uma nova tiragem do romance. O texto original traz surpresas que não serão vistas na telona.


Hugo Cabret, órfão de 12 anos, vive escondido em uma estação de trem, onde cuida da manutenção de gigantescos relógios, função anteriormente exercida por seu tio desaparecido. À noite, usando peças de brinquedos que ele furta de uma loja da estação, o menino tenta consertar um autômato, única lembrança que herdou do pai, para desvendar um enigma. Seus planos, porém, correm perigo. Ele é descoberto pelo dono da loja e pela curiosa Isabelle.

Contextualizado na França dos anos 30, A Invenção de Hugo Cabret faz referências a fatos como a Exposição Mundial de Paris (1931), o acidente da estação de trem de Montparnasse (1895) e, sobretudo, à obra de George Méliès, pioneiro do cinema fantástico, e de outros mestres do cinema como Charlie Chaplin, Buster Keaton, Jean Renoir, François Truffaut.

O autor compôs a trama com textos e imagens como um storyboard: as quase 300 páginas de ilustrações assumem a função narrativa fundamental que as imagens têm no cinema. Elas simulam primeiros planos, planos-sequência, zooms e fade-outs, recursos da sétima arte, a grande homenageada da obra.

Aclamado pela crítica mundial, escolhido pelo The New York Times como um dos melhores livros de 2007, A invenção de Hugo Cabret foi escrito originalmente em inglês e traduzido para 20 línguas. O tradutor da edição brasileira é Marcos Bagno, professor da Universidade de Brasília, que é também autor de livros infantojuvenis. Por esse trabalho obteve o prêmio de Melhor Tradução Jovem da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ) e Certificado de Honra, categoria tradução, do International Board on Books for Young People (IBBY).

Sobre o autor - Brian Selznick nasceu nos Estados Unidos, em 1966. Ilustrador e escritor de livros infantojuvenis premiados, depois de formar-se na Rhode Island School of Design, trabalhou em uma livraria, onde aprendeu muito sobre livros infantis.


A INVENÇÃO DE HUGO CABRET nos cinemas é mais do que um filme sobre um garoto aventureiro em uma missão de esperança. Trata-se também da descoberta e reafirmação de um verdadeiro artista do início do cinema. “O que é incrível sobre Méliès”, diz Scorsese, “é que ele explorou e inventou basicamente boa parte do que fazemos hoje. É uma linha direta entre os filmes de ficção científica e fantasia dos anos 30, 40 e 50 até o trabalho de Harryhausen, Spielberg, Lucas, James Cameron. Está tudo lá. Méliès fez o que fazemos hoje com computadores, tela verde e tecnologia digital, mas ele conseguiu apenas com sua câmera e estúdio.” Através de cenas em flashback, o público vê o arco inteiro da carreira de Méliès: de mágico a diretor e, mais tarde, dono de loja. Como o diretor fez mais de 500 filmes, Scorsese precisou encarar o desafio de reduzir uma lista tão extensa de trabalhos para apenas um punhado, finalmente escolhendo o projeto de 1903 O REINO DAS FADAS para ter seus ‘bastidores’ retratados. O estúdio de vidro original de Méliès foi reconstruído no backlot dos estúdios Shepperton a partir de projetos existentes e também baseado em medidas e fotos da construção original. O supervisor de efeitos visuais vencedor do Oscar® por TITANIC Rob Legato (ILHA DO MEDO; AVATAR; BATTLE ANGEL; PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO; ROLLING STONES – SHINE A LIGHT; O BOM PASTOR; OS INFILTRADOS; O AVIADOR; BAD BOYS II; HARRY POTTER E A PEDRA FILOSOFAL; NÁUFRAGO; REVELAÇÃO; ARMAGEDDON; TITANIC; APOLO 13 – DO DESASTRE AO TRIUNFO; ENTREVISTA COM O VAMPIRO) ficou encarregado de descobrir uma forma de alcançar os efeitos de cinema que Méliès criou apenas com as ferramentas e técnicas disponíveis na época. O diretor usava o método de tentativa e erro: filmava, esperava o filme ser revelado e editado e depois assistia a ele.

Ou tinha funcionado ou não. Legato também utilizou esse método para alcançar a magia na tela para Scorsese, principalmente em uma grande cena envolvendo uma locomotiva descarrilhada que atravessa a estação arrebentando uma imensa janela até as ruas de Paris. Um acidente parecido ocorreu na Gare Montparnasse em 23 de outubro de 1895. Ele explica: “Meu primeiro instinto foi fotografar a cena. Tinha boas experiências fotografando modelos miniaturas em TITANIC e APOLLO 13 – DO DESASTRE AO TRIUNFO. Então, construímos o trem e a janela [usando uma escala 1:4], armamos a mesma mecânica, e ele reagiu de forma semelhante a quando o histórico acidente aconteceu. Por fim, colocamos o trem na mesma posição em que aparece na fotografia.” Foram necessários 4 meses para a construção do trem de 4,5m de comprimento e da janela da estação de 6m pela equipe de design e os engenheiros. Além disso, modelos de bicicletas miniaturas e malas foram acrescentados à rua logo abaixo da janela.

Com o filme pronto, Scorsese conclui: “Como diretor, sinto que tudo realizado no cinema hoje teve início com Georges Méliès. E quando olho para trás e vejo os seus filmes originais, me sinto emocionado e inspirado, porque eles ainda carregam a vibração da descoberta mais de cem anos depois de terem sido feitos. E também porque eles estão entre as primeiras e mais poderosas expressões de um formato de arte que eu amo, e ao qual me dediquei pela maior parte da minha vida”.

Confira o hotsite sobre o livro, com book trailer, imagens para download, informações detalhadas sobre o autor e links relacionados à história do cinema: www.edicoessm.com.br/hugocabret/index.html

Um comentário:

  1. Que legal que o sucesso do filme fará uma nova edição do livro ser lançada! A história parece ser bem ampla mesmo, muitos temas são abordados como você mencionou. Como o livro vai ser reeditado, irei esperar o seu lançamento para depois assistir ao filme.

    Abraços!

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.