Resenha: Quase verdade

09/02/2012


QUAIS SÃO AS POSSÍVEIS CONSEQUÊNCIAS DE UMA PEQUENA MENTIRA? 

Nesta singular comédia romântica, ao mascarar a verdade, Cassie – que de repente se encontra viúva aos 30 anos, completamente sem grana, sem um diploma e com sua autoestima arruinada – passa a viver um momento de grandes conflitos pessoais e questionamentos, permeado por uma série de reflexões acerca de filosofia, arte e poesia, além de levar o leitor ao universo misterioso e fascinante do comportamento de pássaros e outros animais. 

Quase verdade é uma delicada e bem-humorada história de aventuras e decepções amorosas, sobre a magia da natureza, e, principalmente, sobre a descoberta de que enfrentar seus limites e se tornar a pessoa que você sempre sonhou não é tão difícil quanto parece ser.

Como disse em um dos correios literários do blog, eu pedi esse livro por causa do que uma menina disse em dos vídeos dela, (e não me perguntem porque não faço ideia de que blog ela seja) que cada livro tem o seu momento e esse livro veio pra ela no momento certo. Quando escutei isso, fiquei muito curiosa, pensando ''o que será que esse livro tem de tão especial?'', surgiu a oportunidade de pedi-lo, pela parceria com a Casa da Palavra e finalmente soube o porquê do livro ser especial.

Começando pela capa, é linda pessoalmente, de um simplicidade e bom gosto sem tamanho. O porquê das borboletas e ele ser verde você entende quando lê o livo, mas a cadeira eu tenho uma noção do que ela representa. Passado esse amor todo pela capa, vamos a estória. O livro é narrado em primeira pessoa, a Cassie é uma mulher de 30 anos, que perdeu o marido à pouco tempo e volta a morar com a mãe. Depois que o marido morre, ela fica sem emprego e sem um diploma universitário, fica quase impossível isso conseguir um.

Falando em cachorros - todas nós somos como cachorrinhos para eles, os homens. Se não podem ter um, simplismete pegam outro. Ah, pdoe parar. Não quero ser amargurada. Detesto mulher amargurada.

E eis o primeiro momento que me identifico com a Cassie. Ela tem dislexia, repetiu 3 anos do colegial, fez um supletivo e depois simplismente abandonou o sonho de entrar em uma universidade. No curso de Letras lidamos direto com esse assunto e a minha identificação não é só por isso, também tenho dislexia, porém em grau leve. Eu troco algumas letras, mas pra mim elas estão certas, só noto mesmo quando leio o texto duas, às vezes três vezes. Lendo também eu troco palavras, geralmente as com a grafia parecida. Ler a luta dela, as dificuldades e depois o final, foi a melhor parte do livro pra mim. Se uma das autoras não tiver contato direto com um dislexo, elas pesquisaram muito o assunto porque achei bem embasado.

O segundo ponto de identificação comigo, foi lógicamente a vida (ou falta dela) amorosa da protagonista. O marido de Cassie não era um homem muito bacana e precebemos que se ele não morresse o casamento deles teria terminado, aliás, já não dava certo com ele vivo. Ela tem uma baixa autoestima, e é descrita com uma beleza singular, ou seja, normal. Depois da morte de Frank, o marido, ela não sai muito e nem tem muitos encontros e os que tem, são desastrosos. Cassie quer o que nós queremos, um homem que nos de atenção quando estamos perto e sinta nossa falta quando estamos longe. E é aí que Conner entra.

Sempre tive a sensação de que nada jamais irá acontecer comigo. Que sou uma ferrada. Uma droga de uma tragédia. Tentei enganar a mim mesma, dizendo que quando arranjei esse emprego, as coisas mudariam. Mas aqui estou eu. A mesma imbecil inútil, sem nada a dizer e sem nenhum ponto de vista.

O título do livro remete a uma mentira que Cassie conta para conseguir um emprego (isso está na sinopse), ela afirma ter um diploma universitário, exigência essa, para trabalhar em uma. Ela é contratada e passa a ser assistente de Conner, um professor charmoso e com uma gama imensa de citações filosóficas. Os dois acabam se conhecendo e ficando íntimos. Cassie também se envolve com outro cara, Freddy, mas diferente do que a sinopse diz, ele não é proofessor e sim empresário.

Recomendo muito o livro, ele tem romance, comédia, drama ... A escrita das autoras é leve, gostosa e te envolve na estória. Ah sim, o livro cita vários filósofos e também traz muitas informações sobre a vida dos pássaros. Tanto Cassie, quanto Conner tem essa paixão em comum, a natureza. E o livro descreve fatos cientificos e de comportamento dos pássaros, mas não de um jeito chato, faz parte da estória. 

Você vai a uma festa, ou a algum lugar, e passa a noite inteira mirando a mulher de vermelho, a loura do canto, a garota com a risada alegre, e então, quando você está indo embora, percebe alguém que estava fora do seu campo de visão. O cabelo brilhando contra a luz, o pescoço longo inclinado, enquantoela ouve atentamentea pessoa ao lado. Aí, você percebe que era com aquela mulher que você deveria ter conversado.

Só vou destacar dois pontos negativos, mas é sobre a formatação. A sinopse está errada e como disse, Cassie se envolve com um empresário e não outro professor e quanto a falta de travessões separando falas de pensamentos, fica confuso às vezes. Tem algumas páginas sem numeração também. Mas isso pra mim não mudou o que achei do livro, simplismente ótimo.

Quase verdade
Jennifer Kaufman e Karen Mack
Casa da Palavra

4 comentários:

  1. AMEI a resneha e fiquei MUITO interessada no livro! Que bom que vc se identificou com ele! Sabe o que costumo dizer? Os livros nos escollhem. Pelo menos, comigo é assim. impressionante a quantidade de vezes que cai um livro na minha mão perfeito praquele momento que vivo! :)

    Parabéns!

    Beijos

    Gleice
    @MPessoais
    www.murmuriospessoais.com

    ResponderExcluir
  2. Esse livro é maravihoso!! amei qdo li, lembro q vi ele na sua caixinha de correio kkk dai pedi pra editora, mas é sensacional, a Cassie é d+, sem falar no papagaio né? kkkkkkkk
    parabéns pela resenha gêmea!!
    Bjs
    Daiane
    nouniversodaliteratura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Gostei da resenha Deni!!! Até me interessei pelo livro.

    ResponderExcluir
  4. Primeira resenha que leio sobre esse livro e adorei! Quero muito ler!!

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.