Resenha de Ouro: On the road - pé na estrada

25/01/2012


Sal Paradise é o narrador de On the road - pé na estrada. Ele vive com sua tia em New Jersey, Estados Unidos, enquanto tenta escrever um livro. Ele é inteligente, carismático e tem muitos amigos. Até que em Nova York ele conhece um charmoso e alucinante andarilho de Denver de personalidade magnética chamado Dean Moriarty.

Dean é cinco anos mais novo que Sal, mas compartilha o seu amor por literatura e jazz, e a ânsia de correr o mundo. Tornam-se amigos e, juntos, atravessam os Estados Unidos, deparando-se com os mais variados tipos de pessoas, numa jornada que é tanto uma viagem pelo interior de um país quanto uma viagem de autoconhecimento - de uma geração assim como dos personagens.


Como comentei no post sobre o projeto, recebi o livro On the road - pé na estrada a mais ou menos um mês, sim, estou lendo esse livro a bastante tempo e quase desisti de terminar, pois simplesmente o livro não me atraiu da maneira como eu esperava.

Para explicar o porquê isso aconteceu, começo falando sobre o enredo do livro. On the road é basicamente uma estória sobre viagens pelos Estados Unidos e México dos anos 40. Sou apaixonada pela ideia de viajar sem rumo, você e a estrada, as sensações e sentimentos que esse tipo de viagem tem a oferecer. Porém, para visualizar e sentir essas características é preciso que o autor descreva cada lugar com o máximo de detalhes possíveis. Eu nunca viajei para os Estados Unidos, sei de localização geográfica muito pouco, então simplesmente fiquei perdida com todos os lugares que a estória se passa. Fiquei várias vezes debruçada sobre o mapa do EUA pra tentar acompanhar as viagens, mas o livro acabou se tornando cansativo para mim.

Outro ponto que não me cativou no livro foram os personagens. A estória é narrada pelo Sal Paradise, um homem que eu percebo estar tentando se encontrar, meio perdido naquilo que faz e busca nas viagens esse autoconhecimento. Ele conhece o Dean Moriarty, um personagem completamente perturbado e vê nele a companhia perfeita para essas aventuras. Na verdade eu penso que o Sal é meio que apaixonado pelo Dean e a forma como ele leva a vida, errante e sem raízes. Dá para perceber que as decisões e atitudes do Sal são completamente influenciadas pelo Dean, é como dizer que apesar do Sal ser o narrador e protagonista da estória, esta não aconteceria se Dean não existisse, porque ele injeta no Sal a vontade de cair na estrada.

Se os lugares são poucos detalhados, com os personagens acontecem exatamente o oposto. Cada pessoa, por menor papel que ela tenha na estória é descrita tanto física quanto psicologicamente. Pra mim, foram os personagens secundários que são os mais fáceis de se identificar e pensar ''poxa, tenho um amigo parecido com esse cara''. Acredito que passarei a vida toda sem conhecer uma pessoa como o Dean.

O que de bom eu tirei do livro, foi perceber como ocorreu a evolução dos Estados Unidos. Temos algumas percepções de preço e custo de vida e saber que com 8 dólares naquela época, você conseguia alugar uma suíte em um hotel é bem fora da realidade. O autor deu bastante detalhes sobre preço e o quanto 50 dólares em 1947 valia muito. O Sal conseguiu sair de Nova York e ir para São Francisco com só isso no bolso e ficar uns bons dias por lá ainda.

Algumas pessoas veem esse livro como a bíblia dos viajantes. O fato de dois caras rodarem a América do Norte e o México, sem grana nenhuma, ter várias festas e mulheres, estórias que marcam e servem de bagagem, fascinam algumas pessoas. Eu gosto sim desse tipo de livro, só estou dizendo que pra mim, esse em específico, não funcionou. Não sei se eu fiquei tão apegada com a questão da geografia e não realmente com a viagem tenha atrapalhado um pouco, mas o fato de nem os personagens terem me atraído, dificultou a minha opinião sobre esse clássico americano.

Esse é o tipo de livro perfeito para virar filme na minha opinião. Nós vamos conseguir ver a viagem e todas as coisas que eu não consegui ver e sentir lendo o livro. É lógico que eu espero um bom trabalho do diretor e roteirista, que pra quem não sabe, tem o brasileiro Walter Salles a frente desse projeto, que é dar vida ao livro On the road. A título de curiosidade, o elenco do filme é formado por Sam Riley como Sal Paradise e Garrett Hedlund como Dean Moriarty, a estreia no Brasil está marcada para o dia 8 de junho.

On The Road - Pé na Estrada
Jack Kerouac
L&PM

6 comentários:

  1. Que bom que temos gostos parecidos para livros :) eu gosto de livros que descrevem muito bem as cenas, porque a minha imaginação voa nos cenários. Livros que não são assim, me dão certa preguiça de ler... rs... Por isso, a resenha foi muito útil! Assim, verei o filme mesmo antes de me aventurar na leitura.

    ResponderExcluir
  2. Esse livro parece super legal! Pena que ele não detalhou os lugares por onde passou. Um filme seria perfeito com certeza! Achei interessante esse livro, e confesso que fiquei bem curiosa.
    Bjs
    Daiane
    nouniversodaliteratura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Nheeeeee...
    Parece um livro para meninos!
    Viajar, conhecer mulheres e não prestar atenção na paisagem?
    Só homens mesmo!!!
    kkkkk

    Tamara que o filme seja melhor que o livro!!!

    Beijokas
    @AnnyPlata - Estranha Estante

    ResponderExcluir
  4. Excelente resenha, Denise!

    Estou ansiosa pelo filme, justamente porque não consegui ter interesse pelo livro. Sua resenha veio de encontro com as minhas impressões. Ele sempre me pareceu cansativo demais, justamente por ser cultura americana demais para assimilar sem conhecer muito.

    Beijocas,

    Lu
    www.equinocioaprimavera.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Eu tenho horror a este livro. E mais horror ainda ao autor do livro. Ele só serve pra gente ter uma ideia do que foi a Geração Beat.

    (www.caixinhadeopinioes.zip.net)

    ResponderExcluir
  6. Ainda estou balançando em relação a este livro... Vejo elogios e criticas na mesma proporção. =/
    O que fazer?
    Acho que terei que ler pra avaliar por mim mesma!!!

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.