28/06/16

Resenha: Ônix - Saga Lux #2


Estar conectada a ele é uma droga! Graças ao seu abracadabra alienígena, Daemon está determinado a provar que o que sente por mim é mais do que um efeito colateral da nossa bizarra conexão. Em vista disso, fui obrigada a dar um “chega pra lá” nele, ainda que ultimamente nossa relação esteja... esquentando. Algo pior do que os Arum ronda a cidade.

O Departamento de Defesa está aqui. Se eles descobrirem o que o Daemon pode fazer e que nós estamos conectados, vou me ferrar. Ele também. Além disso, tem um garoto novo na escola que, tal como a gente, guarda um segredo. Ele sabe o que aconteceu comigo e pode ajudar, mas, para fazer isso, preciso mentir para o Daemon e ficar longe dele. Como se isso fosse possível!

Até que, de repente, tudo muda. Vi alguém que não deveria estar vivo. E tenho que contar ao Daemon, mesmo sabendo que ele não vai parar de investigar até descobrir toda a verdade. Ninguém é o que parece ser. E nem todo mundo irá sobreviver às mentiras.

Sabe aquela lenda de que segundo livro é sempre pior que o primeiro? Que é livro intermediário para encher série? Então, Ônix passa muito longe disso. Arrisco até a dizer que esse é melhor que o primeiro; e olha que aquele já tinha sido muito bom. Ele começa um pouco depois que Obsidiana termina, então nós sabemos que os aliens estão entre nós, possuem poderes e inimigos (essas são informações que estão na sinopse do livro um). Sobre o livro dois, a Katy terá mais contato com o Departamento de Defesa, que vigiam os aliens na Terra; com algo inesperado que aconteceu com ela no fim do livro um, e com o Daemon e sua vontade de provar para ela que seu interesse é genuíno. Fora isso, um garoto novo chega à cidade e isso não seria grande coisa se ele não escondesse algo envolvendo a Katy.

A Katy continua narrando com seu jeito engraçado, e acho que se essa série fosse em terceira pessoa não seria tão bom, já que a comédia dela é um dos pontos que envolvem o leitor. A sua personalidade não mudou muito, a desconfiança e vontade de se proteger e não ser sempre protegida pelo Daemon vai se sobressair. A Dee, uma personagem que eu gostei muito no primeiro, vai sofrer uma grande reviravolta aqui e o Daemon vai ter uma mudança no seu modo de agir. Isso para mim foi ótimo, porque eu tive dificuldade em gostar dele no primeiro. Nesse a gente vê um Daemon mais maleável, fácil de lidar.

O mundo era movido por explicações lógicas. A única falha nessa linha de pensamento era o fato de meus vizinhos serem alienígenas, o que era tão sem lógica.

Editora Bezz lança selo para romances históricos

A editora Bezz é a mais nova editora a lançar romances históricos. O selo Leque Rosa, criado para esse gênero, já conta com dois livros em produção e recentemente eles divulgaram que adquiriram uma série da autora Mariel Grey.


Paris, 1778. 

A bela Elisabeth Arsac atrai milhares de olhares, porém, esta jovem mulher rejeita todos os pretendentes, porque quer preservar sua independência e evitar as inconveniências do casamento. No entanto, em um baile de máscaras, ela cai nos encantos de um americano sedutor, com quem trava uma galante conversa. Então, ela se joga de cabeça em um caso clandestino, que é interrompido quando ele pede sua mão. Elisabeth não tem a menor intenção de aceitar um marido, mas o destino pode ter decidido de outra forma...


Londres, 1912. 

O início da temporada social londrina marca, também, o início da vida adulta de muitas moças da alta sociedade inglesa, apresentando-as aos seus futuros maridos, sogras e títulos. Além disso, este foi o ano em que o homem iria mostrar todo o seu poderio naval, com o lançamento do maior e mais seguro navio já construído até então, o Titanic. 

26/06/16

Book Haul #86 - Grupo Record e Editora Valentina

Chegaram muitas coisas aqui para o site nos últimos dois meses. Separei os vídeos em três e comecei hoje, mostrando o que chegou da Valentina e Grupo Record.


*Cortesias Grupo Record*

1. A garota do calendário: janeiro - Audrey Carlan
2. A garota do calendário: fevereiro - Audrey Carlan
3. O caderninho de desafios de Dash e Lily - David Levithan, Rachel Cohn
4. Uma mulher livre - Danielle Steel
5. No limite do desejo - Katie Mcgarry (Resenha)

*Cortesias Editora Valentina*

6. Coração? - Gail Carriger
7. Ônix - Jennifer L. Armentrout (Entrevista com a tradutora de Ônix)

Editora Valentina começa a lançar a série Imortais

A editora Valentina já está trabalhando na divulgação de sua nova série, Immortals da autora Kresley Cole. O primeiro livro, Desejo Insaciável, já ganhou capa nacional e sinopse e será lançado em julho.

Se preparem porque a série é longa. São 18 livros de acordo com o GoodReads, cada um sobre um casal diferente, e classificados como urban fantasy.


Um mítico guerreiro que não parará diante de nada para possuí-la… 

Depois dos perduráveis anos de tortura por parte de uma horda de vampiros, Lachlain MacRieve, o líder do clã Lykae, se enfurece ao descobrir que a companheira predestinada que esperou durante milhares de anos é um vampiro. Ou o é parcialmente. Emmaline é pequena, etérea, metade vampiro metade Valquíria, e de algum modo começa a aplacar a fúria que arde dentro dele. Uma mulher vampiro apanhada por sua fantasia mais selvagem… 

A protegida Emmaline Troy finalmente sai para descobrir a verdade a respeito de seus falecidos pais… Até que um poderoso Lykae a reclama como sua companheira e a obriga a voltar para seu ancestral castelo escocês. Ali, seu medo pelo Lykae e seus famosos desejos obscuros diminui quando ele inicia uma lenta e perigosa sedução para saciar os obscuros desejos femininos. Um desejo descontrolado… 

Quando um antigo ser maligno do passado de Emmaline reaparece, poderá seu desejo transformar-se em um amor que possa pôr de joelhos um orgulhoso guerreiro e transformar uma doce beleza na lutadora que nasceu para ser?

25/06/16

Hearts in Darkness sairá pela Verus Editora

Segundo o PublishNews, a editora Verus adquiriu a série Hearts in Darkness, da autora Laura Kaye. A duologia original é formada pelos livros Hearts in Darkness e Love in the Light e mais um conto logo depois do segundo.


O que é curioso nesses livros é que o primeiro é de 2011 e os outros dois deste ano, e que são livros com menos de 200 pgs.

Os livros devem ser publicados em 2017 e são do gênero erótico, com os dois livros e mais o conto sobre o mesmo casal protagonista.

23/06/16

Cine Cult: Independence Day 2

Independence Day 2 | Classificação ★★★ | Estreia em 23 de junho de 2016
Texto: Murilo Maximiano | Revisão: Kamila Wozniak


Com a volta de grande parte do elenco original (sem Will Smith) e algumas novas adições prontas para uma nova sequência, essa continuação é maior, mais barulhenta, americana e ufanista que o filme anterior, e consegue fazer isso sem perder a graça e a diversão. O americanismo é claro desde o primeiro minuto. Em mundo agora livre de guerras e unido contra a possibilidade de uma nova invasão, os representantes dos diversos governos ao redor do mundo parecem não são muito mais que figurantes, quem manda mesmo na força de defesa mundial é a presidente dos EUA Lanford (Sela Ward).

Mas isso não é muito diferente do primeiro, onde os americanos mostram ao mundo como lidar com uma invasão alienígena. A ideia de gerar uma sociedade avançada e utópica a partir dos acontecimentos de 20 anos atrás é muito boa e, apesar de algumas inconsistências, e se reflete perfeitamente no clima esperançoso da agora franquia. Temos um mundo futurista com armas laser e naves que desafiam a gravidade, temos grupos paramilitares africanos acostumados a caçar aliens, bases pelo sistema solar e todo o tipo de situação que um sci-fi futurista pede.

21/06/16

Resenha: Delícia, Delícia - Cupcake Club #1



Quando a extraordinária confeiteira Leilani Trusdale trocou a agitação de Nova York pela pacata e doce Ilha de Sugarberry, não esperava que seu passado a seguisse. Seu antigo chefe, Baxter Dunne, também conhecido como Chef Hot Cakes, o homem que ensinou a ela que o creme compensa, reaparece desejando filmar seu famoso programa de culinária. O problema é que ele escolheu filmar na Cakes by The Cup, a minúscula e aconchegante confeitaria de Leilani. Com seu olhar de brigadeiro de colher e aquele irresistível sotaque britânico -- que faz a moça babar e seu rosto corar como calda de cereja --, ele fez as fofocas de cozinha rolarem soltas.

Lani, lá no fundo, só deseja que algumas sejam deliciosamente verdadeiras... Os amigos estão convencidos de que o ex-chefe é o ingrediente que falta para a definitiva receita de felicidade dela. Porém, Baxter terá que botar a mão na massa se quiser tirar do forno um grande, verdadeiro, quentinho e saboroso amor. No Clube do Cupcake, cozinhar é apenas um detalhe. Entre altos papos e doces lambidas, amizades crescem como pão quentinho e a vida vai ficando, hummmm, mais saborosa. Mas quando é preciso decidir entre a vida que você sempre sonhou e o amor da sua vida, só as melhores amigas, as melhores receitas e uma caixa cheia de Red Velvets podem ajudar. É hora de praticar boloterapia!!!

Leilani é uma chefe confeiteira que saiu da agitação de Nova York e mudou-se para a ilha de Sugarberry, tentando encontrar tranquilidade e ficar perto de seu pai, um policial aposentado com uma saúde delicada. Porém, sua paz logo se vê ameaçada quando ela descobre que seu ex-chefe, Baxter Dunne, um renomado chefe confeiteiro, planeja gravar uma temporada de seu programa justamente em seu pequeno negócio, o que a deixa completamente irritada.

E quando numa bela manhã, Baxter surge em sua confeitaria, e declara que os motivos de querer fazer um programa na ilha e especificamente na confeitaria dela não são apenas pelos seus dotes profissionais, mas porque também quer estar perto dela, Leilani vê seu coração titubear. Ainda assim, ela se mantém forme em dizer que não quer que ele continuei na ilha e nem quer fazer parte de seu programa. Além do mais, Leilani leva consigo uma certa mágoa por ele não ter demonstrado qualquer sentimento por ela e tê-la deixado partir quando ela trabalhava no Gateau.

Foram os cupcakes que a salvaram. Era nisso que Leilani Trusdale pensava enquanto extraía cuidadosamente o centro do último cupcake Floresta Negra. 

© Seja Cult
Layout de Maira Gall e editado por Denise Simino